01:34 24 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    COVID-19 no mundo em meados de maio (35)
    361
    Nos siga no

    Diplomatas disseram que, de acordo com as novas regras, viajantes que demonstrarem que receberam o número necessário de doses de uma vacina aprovada pela União Europeia poderão entrar em um dos países do bloco.

    Os Estados-membros da União Europeia (UE) concordaram nesta quarta-feira (19) em reabrir as fronteiras do bloco para pessoas que foram totalmente vacinados contra o SARS-CoV-2.

    "Os embaixadores da UE concordaram em atualizar a abordagem para viagens de fora da União Europeia. O conselho agora recomenda que os Estados-membros abrandem algumas das restrições atuais, em particular para os vacinados [...]. O conselho também deve expandir em breve a lista de países que não são da UE com uma boa situação epidemiológica, onde viagens são permitidas com base nos novos critérios acordados hoje", afirmou Christian Wigand, porta-voz da Comissão Europeia em entrevista coletiva.

    Reunidos em Bruxelas, os diplomatas também concordaram em aumentar a taxa de novos casos de COVID-19 para que um país seja declarado inseguro, uma medida que permitirá viagens de mais localidades para a UE. As recomendações serão adotadas pelos ministros da UE na sexta-feira (21).

    Turistas de Manchester chegando ao Aeroporto de Faro no primeiro dia de reabertura das fronteiras de Portugal para turistas britânicos, Faro, Portugal, 17 de maio de 2021
    © REUTERS / Pedro Nunes
    Turistas de Manchester chegando ao Aeroporto de Faro no primeiro dia de reabertura das fronteiras de Portugal para turistas britânicos, Faro, Portugal, 17 de maio de 2021

    Restrições de viagens

    Atualmente, viagens não essenciais para os 27 membros da UE estão proibidas, exceto por um pequeno número de países considerados seguros por causa de sua baixa taxa de casos do novo coronavírus.

    Diplomatas disseram que, de acordo com as novas regras, os viajantes que pudessem demonstrar que receberam o número necessário de doses de uma vacina aprovada pela UE poderiam entrar em um dos países do bloco.

    Além disso, o número de casos por 100.000 habitantes que um país poderia registrar em duas semanas e ainda ser considerado para a lista verde aumentará de 25 para 75.

    Isso ainda excluiria viajantes não vacinados de grande parte do mundo, mas poderia permitir viagens, por exemplo, Reino Unido, que está bem avançada em sua campanha de vacinação.

    Esta semana, Portugal se antecipou à UE e reabriu para turistas da maioria dos dos países do bloco, além do Reino Unido. A expectativa é de que 25 mil britânicos cheguem ao Aeroporto de Faro até o fim desta semana.

    Tema:
    COVID-19 no mundo em meados de maio (35)

    Mais:

    México espera concluir vacinação contra COVID-19 em todo o país em outubro
    Taxa de transmissão da COVID-19 no Brasil tem pequena queda e fica em 0,91
    Com 2.517 mortes, Brasil se aproxima de 440 mil óbitos por COVID-19
    CPI da Covid: para senadores, depoimento de Ernesto Araújo 'compromete' Pazuello
    Tags:
    turismo, novo coronavírus, COVID-19, União Europeia, Comissão Europeia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar