10:10 23 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    0 01
    Nos siga no

    Nesta quinta-feira (13), os últimos soldados das Forças Armadas da Espanha, em serviço no Afeganistão, puderam finalmente voltar para casa, após 19 anos de missão.

    Segundo informou o Ministério da Defesa espanhol, os últimos 24 militares que ainda estão em solo afegão embarcarão em um voo de Cabul, chegando a Madri nas próximas horas.

    É esperado que os soldados espanhóis sejam recebidos pelo rei Felipe VI da Espanha e pela ministra da Defesa Margarita Robles, na Base Aérea de Torrejón de Ardoz.

    O retorno destes militares à Espanha marca o fim da missão mais longa do Exército espanhol, na qual participaram, ao longo de quase duas décadas, mais de 27 mil efetivos, dos quais 102 acabaram perdendo suas vidas.

    Espanha deu início à sua missão no Afeganistão em janeiro de 2002, quando os primeiros 350 militares espanhóis se estabeleceram em Cabul, no âmbito da Força de Assistência de Segurança Internacional (ISAF, na sigla em inglês).

    Em 2015, com o término da ISAF e o começo da missão Apoio Resoluto da OTAN, a maioria dos soldados espanhóis deixou o solo afegão, tendo apenas 100 militares permanecido em Cabul desde então.

    A retirada das forças espanholas do Afeganistão está também ligada à retirada gradual das forças dos EUA do mesmo país.

    Mais:

    China responsabiliza EUA por aumento de ataques no Afeganistão, após incidente em escola
    Espanha promete ao Brasil ratificar acordo UE-Mercosul o mais breve possível
    Estudo demonstra que afinal Reino Unido e Canadá se sacrificaram mais no Afeganistão do que EUA
    Tags:
    ISAF, OTAN, retirada, guerra, Espanha, Afeganistão
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar