07:50 23 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    366
    Nos siga no

    Presidente da Argentina, Alberto Fernández afirmou nesta quarta-feira (12) que seu país e a França compartilham a mesma preocupação com a proteção da Amazônia. O argentino está em Paris, em negociações para quitar dívidas.

    No encontro nesta quarta-feira (12), o presidente Emmanuel Macron se comprometeu a apoiar o argentino nas negociações dos prazos de pagamento das dívidas da Argentina.

    Fernández está na Europa para encontrar apoiadores para retardar o pagamento da dívida argentina. Ele já recebeu o apoio de Lisboa e Madri, e deve se reunir com o papa Francisco, no Vaticano, na quinta-feira (13).

    Eu encontrei um bom amigo no presidente da República francesa, Emmanuel Macron, com quem nos encontramos hoje [12]. Agradeço seu apoio nas negociações com o Clube de Paris e o FMI. É gratificante que a França reconheça nossos esforços e que possamos contar com seu total apoio.

    A Argentina pretende devolver nos próximos três anos US$ 45 milhões (cerca de R$ 235,8 milhões), emprestados pelo Fundo Monetário Internacional (FMI) ao anterior governo de Maurício Macri.

    Macron garantiu que buscaria prolongar o vencimento das dívidas da Argentina com o Clube de Paris e com o FMI. "Queremos que a Argentina chegue a um acordo quando antes possível", disse o presidente francês. "Também encorajamos a Argentina a discutir de forma construtiva com os credores do Clube de Paris", completou.

    O presidente argentino aproveitou para "agradecer publicamente o apoio da França" nas negociações, escreve a Rádio França Internacional, lembrando que o Clube de Paris é um grupo de Estados credores especializado em evitar possíveis calotes através da renegociação bilateral da dívida pública.

    O presidente da Argentina, Alberto Fernández, pede aos argentinos que redobrem os cuidados no combate à COVID-19
    © Foto / Esteban Collazo / Casa Rosada
    O presidente da Argentina, Alberto Fernández, pede aos argentinos que redobrem os cuidados no combate à COVID-19

    Amazônia em pauta

    Antes de se reunir com o presidente francês, Fernández disse partilhar uma visão semelhante à de Macron sobre problemas atuais, como as mudanças climáticas.

    "Temos também uma preocupação com o tema climático que é uma genuína preocupação da França e nós sempre nos esforçamos para que o Acordo de Paris se aprofunde. Como bem disse o presidente, sua preocupação com o desenvolvimento da Amazônia é a mesma que temos nós", afirmou o argentino.

    "Este esforço [de proteção da floresta] não tem que ser só argentino, mas do mundo inteiro. Terminar com o desmatamento, cuidar dos espaços verdes e entender de uma vez por todas que através dos bosques e das florestas nativas respira o mundo, e isso vamos proteger", concluiu Fernández.

    O presidente francês, Emmanuel Macron, durante reunião com membros de uma equipe médica em hospital de Reims, onde discutiu o impacto psicológico da crise da COVID-19 em crianças e adolescentes, em 14 de abril de 2021
    © REUTERS / Christian Hartmann
    O presidente francês, Emmanuel Macron, durante reunião com membros de uma equipe médica em hospital de Reims, onde discutiu o impacto psicológico da crise da COVID-19 em crianças e adolescentes, em 14 de abril de 2021

    Mais:

    Parlamentar do Mercosul: Sputnik V para Argentina é 'saída estratégica' da pandemia
    Argentina adia eleições por 5 semanas por causa da pandemia
    FMI prevê crescimento de 4,6% do PIB da América Latina em 2021, com alta de 3,7% no Brasil
    Tags:
    Argentina, Paris, Alberto Fernández, Amazônia, França
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar