07:41 19 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    COVID-19 no mundo em meados de maio (35)
    291
    Nos siga no

    O ministro da Saúde da Eslováquia, Vladimir Lengvarsky, realizou consultas com especialistas e decidiu suspender o uso da vacina da AstraZeneca contra a COVID-19, anunciou uma porta-voz do Ministério da Saúde eslovaco nesta terça-feira (11).

    A decisão foi tomada depois que uma mulher que tomou o imunizante no país acabou falecendo de trombose.

    "Atualmente, a vacina da AstraZeneca contra o coronavírus só será dada a pessoas que já receberam a primeira injeção dessa vacina e estão aguardando a segunda. O uso posterior dessa vacina foi suspenso", disse a porta-voz Zuzana Eliashova.

    O Instituto Estatal de Controle de Drogas da Eslováquia confirmou a morte de uma mulher de 47 anos por coagulação do sangue depois que ela recebeu a vacina AstraZeneca, na semana passada. 

    ​A vacina de Oxford/AstraZeneca está há tempos sob escrutínio por causa de várias mortes por coagulação do sangue de usuários de diferentes países. Em abril, a Agência Europeia de Medicamentos confirmou o efeito colateral perigoso, mas, por ser muito raro, recomendou a continuação do uso do imunizante por considerar que os benefícios contra a doença superam em muito os riscos.

    Na última sexta-feira (7), o regulador da UE começou a investigar a possibilidade de outro efeito colateral relacionado à vacina, o desenvolvimento de uma doença neurológica rara conhecida como síndrome de Guillain-Barré.

    Tema:
    COVID-19 no mundo em meados de maio (35)

    Mais:

    Brasil: Queiroga recebe mais 2 milhões de doses da vacina Oxford/AstraZeneca (VÍDEO)
    Estudo lança mais luz sobre risco de coágulos sanguíneos raros após vacina da AstraZeneca
    Regulador britânico recomenda vacina alternativa à AstraZeneca para pessoas de menos de 40 anos
    Tags:
    saúde, doença, imunizante, efeitos, Eslováquia, Oxford, vacina, novo coronavírus, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar