07:51 19 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    351
    Nos siga no

    O alto representante para a Política Externa e Segurança da União Europeia (EU), Josep Borrell, declarou nesta quinta-feira (6) que a Comissão Europeia preparará propostas sobre a formação de uma força militar operacional da UE para responder rapidamente às crises no mundo.

    Após participar de uma reunião do Conselho do Ministério da Defesa da UE, o chefe da diplomacia europeia afirmou que o bloco precisa estar "mais preparado".

    "Voltamos à ideia de formar uma unidade de reação rápida que possa atuar primeiro em caso de crise. Faremos uma proposta correspondente para os Estados-membros", disse Borrell.

    A questão da criação de uma força de reação rápida europeia foi uma das principais pautas na agenda da reunião de chefes dos ministérios da Defesa da UE.

    Militares da Guarda Nacional da Ucrânia se treinam conforme os padrões da OTAN (foto de arquivo)
    © Sputnik / Stringer
    Militares da Guarda Nacional da Ucrânia se treinam conforme os padrões da OTAN (foto de arquivo)

    Como explicou um alto representante europeu aos jornalistas na véspera do encontro, a proposta prevê um grupo de cinco mil pessoas, dotado de tudo o que é necessário, incluindo transporte e armas, para um rápido destacamento em caso de crise. Até agora, o projeto é apoiado por 14 países da UE, incluindo França e Alemanha.

    Mais:

    Cooperação militar da UE com EUA, Canadá e Noruega é 'salto quântico', diz Alemanha
    Contenção, oposição e interação: Borrell nomeia condições para melhorar relações entre UE e Rússia
    Sanções da Rússia não impedirão UE de apoiar democracia, diz Borrell
    Lavrov: ao ameaçar Rússia com novas sanções, UE se mostra obcecada por 'mania de impunidade' (VÍDEO)
    Tags:
    tropas, Josep Borrell, força militar, Comissão Europeia, União Europeia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar