00:43 18 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    10619
    Nos siga no

    A chanceler alemã, Angela Merkel, pediu ao presidente russo Vladimir Putin para reverter o aumento militar perto da fronteira da Rússia com a Ucrânia. Os líders conversaram por telefone nesta quinta-feira (8).

    "O assunto da conversa foi, entre outras coisas, o aumento da presença militar russa no leste da Ucrânia. A chanceler fez um apelo para interromper esse aumento militar a fim de conseguir uma desaceleração da situação", informou o governo alemão em uma nota.

    De acordo com o comunicado, as partes também falaram sobre outros assuntos, incluindo a situação na Líbia, Síria, Bósnia e Herzegovina e o caso do opositor russo Aleksei Navalny.

    Soldado da República Popular de Donetsk no povoado de Logvinovo (foto de arquivo)
    © Sputnik / Dan Levi
    Soldado da República Popular de Donetsk no povoado de Logvinovo (foto de arquivo)

    A região de Donbass tem vivido um aumento das tensões com a Ucrânia nas últimas semanas. Autoridades da região têm denunciado que Kiev quer provocar uma escalada do conflito na região, na medida em que relatam uma maior presença de tropas ucranianas ao longo das fronteiras.

    O presidente da Ucrânia, Vladimir Zelensky, que visitou as posições dos militares na linha de frente em Donbass nesta quinta-feira (8), disse que em breve discutirá a situação no lese do país com os líderes da Alemanha, Rússia e França.

    Mais:

    Aumento de tropas da OTAN na Ucrânia exigirá 'medidas adicionais' da parte russa, diz Kremlin
    Biden afirma 'apoio inabalável' à Ucrânia em 1ª conversa oficial com presidente Zelensky
    Ucrânia quer entrar para União Europeia e OTAN em 5 ou 10 anos, afirma primeiro-ministro
    EUA pedem à Rússia para explicar 'provocações' na fronteira com a Ucrânia
    Tags:
    Ucrânia, fronteira, zona de desescalada, escalada, Angela Merkel, Vladimir Putin, Rússia, Alemanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar