14:06 16 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    Coronavírus no mundo no início de abril de 2021 (58)
    3110
    Nos siga no

    A Alemanha deve iniciar negociações bilaterais com a Rússia para discutir a aquisição de doses da vacina russa Sputnik V contra a COVID-19, caso o imunizante seja aprovado pela Agência Europeia de Medicamentos (EMA, na sigla em inglês).

    Segundo uma reportagem publicada pela agência Reuters nesta quarta-feira (7), com base em depoimento de uma fonte anônima, nas negociações preliminares, a Alemanha quer primeiro saber quantas doses a Rússia pode entregar e quando seria o envio das remessas.

    A Comissão Europeia disse aos ministros da Saúde dos países-membros da União Europeia nesta quarta-feira (7) que Bruxelas não pretende iniciar negociações para adquirir o imunizante russo.

    Nas redes sociais, os desenvolvedores da Sputnik V afirmaram que conseguem entregar doses suficientes para imunizar mais de 20 milhões de pessoas na Alemanha no terceiro trimestre deste ano.

    Como a Rússia e a Alemanha entendem que salvar vidas é uma prioridade e que o tempo é essencial, a Sputnik V confirma que pode fornecer doses para mais de 20 milhões de pessoas na Alemanha no terceiro trimestre.

    A vacina russa Sputnik V contra a COVID-19 foi o primeiro imunizante contra o novo coronavírus a ser registrado, ainda em agosto de 2020. De acordo com resultados de estudos clínicos publicados em fevereiro na revista médica The Lancet, a Sputnik V tem eficácia de 91,6%.

    Até agora o imunizante já foi aprovado em 59 países, sendo a segunda vacina mais aprovada por órgãos sanitários no mundo. Diversos países sul-americanos já aprovaram o imunizante, incluindo México, Argentina, Bolívia, Venezuela e Paraguai.

    Tema:
    Coronavírus no mundo no início de abril de 2021 (58)

    Mais:

    Anvisa recebe pedido de importação de Sputnik V de 9 estados
    Idosa de 106 anos é vacinada com Sputnik V na Rússia
    Peru negocia com a Rússia compra de 20 milhões de doses da Sputnik V
    Sputnik V protege melhor contra cepa sul-africana do que vacina da Pfizer, diz fonte
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar