20:12 12 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    Coronavírus no mundo no início de abril de 2021 (58)
    1123
    Nos siga no

    A Agência Europeia de Medicamentos está investigando incidentes com pacientes vacinados com o imunizante da AstraZeneca em uma série de países europeus, nos quais mais tarde foram registrados efeitos colaterais.

    Os Países Baixos suspenderam nesta sexta-feira (2) o uso da vacina Oxford/AstraZeneca contra a COVID-19 para menores de 60 anos, após novos relatos de coágulos sanguíneos raros e depois da confirmação da morte de uma mulher que foi inoculada com essa vacina, reportou a agência Reuters.

    "A causa imediata da decisão são os relatos de casos de trombose extensa em combinação com baixa contagem de plaquetas após a vacinação com a vacina AstraZeneca", disse o Serviço de Saúde Pública dos Países Baixos (GGD, na sigla em inglês).

    Cerca de dez mil consultas agendadas para vacinação no país serão canceladas como resultado da decisão, de acordo com a agência.

    Primeiro-ministro francês Jean Castex, de 55 anos, recebe vacina da AstraZeneca contra a COVID-19, Saint-Mandé, arredores de Paris, França, 19 de março de 2021
    © REUTERS / POOL
    Primeiro-ministro francês Jean Castex, de 55 anos, recebe vacina da AstraZeneca contra a COVID-19, Saint-Mandé, arredores de Paris, França, 19 de março de 2021

    Coágulos sanguíneos

    Cerca de 30 pessoas no Reino Unido desenvolveram coágulos sanguíneos após inoculação com a vacina Oxford/AstraZeneca contra a COVID-19, mas os benefícios da vacinação superam todos os efeitos colaterais, disse a Agência Reguladora independente de Medicamentos e Produtos de Saúde do Reino Unido (MHRA, na sigla em inglês) nesta sexta-feira (2).

    "Nosso estudo verificou 30 relatórios de formação de coágulo sanguíneo de plaquetas baixas em 24 de março. Esses relatórios foram investigados exaustivamente por cientistas e médicos da MHRA, bem como pela Comissão de Medicamentos. O risco de tais coágulos é extremamente pequeno" disse a MHRA em comunicado, citado pela revista Forbes.

    O Instituto Paul Ehrlich (PEI, na sigla em alemão), um regulador de vacinas da Alemanha, registrou 31 casos de raro coágulo sanguíneo no cérebro após recebimento de vacina da AstraZeneca. Nove destes casos resultaram em mortes, adicionou o PEI. As complicações foram detectadas em dois homens de 36 e 57 anos de idade e em 29 mulheres de 20 a 63 anos.

    A Agência Europeia de Medicamentos anunciou estar investigando incidentes com pacientes vacinados com o imunizante da AstraZeneca em uma série de países europeus, nos quais mais tarde foram registrados efeitos colaterais. Somente depois de a agência ter recomendado o contínuo da inoculação com vacina da AstraZeneca, os países decidiram voltar a utilizá-la.

    Tema:
    Coronavírus no mundo no início de abril de 2021 (58)

    Mais:

    Dinamarca relata 2 casos de coágulos de sangue, incluindo 1 morte, após uso da vacina AstraZeneca
    AstraZeneca: cientistas alemães afirmam que já sabem como tratar coágulos desencadeados pela vacina
    AstraZeneca: comissão independente não detecta maior risco de trombose em vacinados
    Fauci: 'Vacina da Astrazeneca provavelmente é boa, mas declaração da empresa causa preocupação'
    Tags:
    Países Baixos, Reino Unido, pandemia, novo coronavírus, COVID-19, vacinação, vacina, vacina
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar