05:40 15 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    6324
    Nos siga no

    Segundo um serviço de inteligência da Rússia, Bruxelas está interpretando de "pouco saudável" a exportação da vacina russa devido a ditames por parte de Washington.

    A União Europeia está tentando desacreditar a vacina russa contra o coronavírus, disse o serviço de imprensa do Serviço de Inteligência Estrangeira da Rússia.

    "Recentemente, o desejo de vários representantes da burocracia europeia de seguir na esteira das atitudes rígidas de Washington em relação à Rússia e a tudo relacionado ao nosso país está adquirindo formas simplesmente grotescas."

    "Eles estão tentando suprimir essa atividade 'pouco saudável' da Rússia e tomar medidas urgentes para desacreditar a vacina criada pelos cientistas russos", relatou.

    Maria Zakharova, representante oficial do Ministério das Relações Exteriores da Rússia, afirmou anteriormente que o Ocidente estava realizando uma campanha contra as vacinas russas, devido a algumas declarações estranhas e inadequadas que vêm cada vez mais frequentemente de Bruxelas.

    Assim, Thierry Breton, comissário europeu, declarou que a vacina russa Sputnik V é "absolutamente desnecessária" na Europa, pois o regulador europeu já teria aprovado quatro outras vacinas que seriam suficientes para alcançar a imunidade coletiva.

    Além disso, Emmanuel Macron, presidente da França, afirmou que a Europa está enfrentando um "novo tipo de guerra mundial", uma vez que a Rússia e a China supostamente procuram exercer influência através de vacinas. O Kremlin respondeu que Moscou adota uma abordagem responsável para resolver qualquer problema global, nunca tentando politizar o tema do combate à pandemia.

    Os desenvolvedores da Sputnik V, por sua vez, sublinharam que fazem todos os esforços para manter o produto fora da política.

    Mais:

    União Europeia começa exame contínuo da vacina russa Sputnik V contra coronavírus
    Após acordo, 10 milhões de doses da Sputnik V serão produzidas na Itália neste ano
    Premiê da Itália quer Sputnik V no país mesmo sem autorização da Comissão Europeia
    Rússia enviará pesquisadores à Itália para estudos de laboratório com a Sputnik V
    Agência Europeia de Medicamentos enviará missão à Rússia para inspecionar produção da Sputnik V
    Tags:
    Serviço de Inteligência Estrangeira da Rússia, Ocidente, Maria Zakharova, China, França, Emmanuel Macron, Rússia, Sputnik V, UE, União Europeia, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar