10:55 11 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    161
    Nos siga no

    A Universidade de Winchester, no Reino Unido, está sendo criticada pela decisão de erguer uma estátua da ativista ambiental sueca Greta Thunberg, no final de março.

    Esta decisão está levantando questões entre os membros da União de Universidades e Colégios (UCU, na sigla em inglês) britânica. Na sua conta no Twitter, a união informou que preencheu uma moção de censura sobre o erguer de uma estátua de Thunberg, que terá o custo de £ 24 mil (cerca de R$ 184,6 mil), "após anos de austeridade".

    Acabamos de aprovar a seguinte moção a respeito da decisão da Universidade de Winchester de gastar £ 24 mil em uma estátua de Greta Thunberg após anos de austeridade.

    A UCU sublinhou que não estaria se opondo ao ato de honrar a pessoa em causa, bem como sua luta contra as alterações climáticas. Em vez disso, estaria questionando a transparência da universidade em questões de despesas.

    Perante tal informação, vários internautas compartilharam suas opiniões sobre a estátua de Thunberg.

    Posso ter uma estátua também? Também consigo gritar com os "boomers" (retrógrados)!!!

    Mais outra estátua para ser derrubada em 20 anos.

    Vários estudantes e residentes locais apresentam diversas opiniões. Há quem ache que seja desnecessário, ou questione se a ativista mereça, de fato, uma estátua. Há quem ache que, sendo Greta uma inspiração para muitos jovens, sua estátua poderia se enquadrar bem no espaço acadêmico da universidade. Já outras pessoas pensam que tal seja um "total desperdício de dinheiro".

    Contudo, apesar de toda a onda de reações, nada parece vir a mudar o destino da escultura, que deverá ser inaugurada em 30 de março, segundo o escultor responsável pela mesma, Christine Charlesworth.

    Mais:

    Em conversações no Alasca, China e EUA acordam em criar grupo de trabalho bilateral para clima
    Crítico da Amazônia, projeto de Macron sobre o clima é alvo de reclamações na França
    Vigilante da floresta? Especialista afirma que há problemas com as pretensões do satélite Amazônia 1
    Tags:
    controvérsia, estátua, Universidade de Winchester, Reino Unido, Greta Thunberg
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar