01:04 19 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    Pandemia de COVID-19 no mundo em meados de março de 2021 (83)
    2160
    Nos siga no

    Para o chanceler austríaco, Sebastian Kurz, o órgão regulador europeu de medicamentos deveria autorizar o uso da vacina russa Sputnik V o mais rápido possível.

    Kurz deu a declaração nesta quarta-feira (17), em uma transmissão no canal austríaco OE24.

    "Quanto à Sputnik V e outras vacinas, insisto que a autoridade europeia competente autorize todas as vacinas seguras o quanto antes, quanto mais vacinas, melhor", disse Kurz.

    No final de fevereiro, Kurz e o presidente russo, Vladimir Putin, discutiram por telefone a possibilidade de fornecimento da vacina russa contra a COVID-19 para a Áustria. A questão foi debatida também entre o chanceler austríaco e o Fundo Russo de Investimentos Diretos (RFPI, na sigla em russo).

    Frascos da vacina Sputnik V (imagem referencial).
    © Folhapress / Kevin David/A7 Press
    Frascos da vacina Sputnik V (imagem referencial).

    A Sputnik V, que tem de eficácia de 91,6%, aguarda a aprovação da Agência Europeia de Medicamentos para uso no bloco europeu. Alguns países europeus, como a Hungria, a Eslováquia e a Sérvia, já aprovaram o imunizante.

    Nesta quarta-feira (17), o comissário europeu para o Mercado Interno, Thierry Breton, expressou a convicção de que a Sputnik V é uma vacina confiável contra a COVID-19 e disse que a vacina russa deveria ser produzida na União Europeia.

    Tema:
    Pandemia de COVID-19 no mundo em meados de março de 2021 (83)

    Mais:

    'Me sinto 100%', afirma Nicolás Maduro após tomar 1ª dose da Sputnik V
    Sem Sputnik V, italianos pedem para receber doses da vacina russa em San Marino
    Consórcio negocia produção da Sputnik V em Portugal, diz mídia
    Rússia critica os EUA por pressionarem Brasil a não comprar Sputnik V
    Tags:
    vacina, Sputnik V, União Europeia, Sebastian Kurz, Áustria, COVID-19, pandemia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar