20:29 12 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    Pandemia de COVID-19 no mundo em meados de março de 2021 (83)
    0 21
    Nos siga no

    Após o turismo sofrer com perdas bilionárias nos últimos meses, a Comissão Europeia apresentou nesta quarta-feira (17) seu projeto de "passe sanitário" para facilitar viagens na Europa.

    A Comissão Europeia quer instituir um "passe sanitário" para facilitar as viagens de pessoas vacinadas contra a COVID-19 nos 27 países da União Europeia (UE).

    O documento, chamado de "Certificado Digital Verde", atestará que seu titular foi imunizado contra a doença, teve um teste PCR com resultado negativo ou está imune ao contágio.

    A presidente da Comissão Europeia, Ursula von der Leyen, explicou os objetivos do documento de controle em uma publicação em suas redes sociais.

    ​Continuaremos a trabalhar para que a Europa receba a sua parte justa. Vamos investir ainda mais nas capacidades de produção da Europa, para além desta fase aguda. E vamos garantir o abastecimento de longo prazo, com empresas de confiança.

    "Queremos ajudar os Estados membros [da UE] a restabelecer a liberdade de circulação de uma forma segura, responsável e confiável", afirmou.

    A ideia foi lançada e defendida desde o final do ano passado por países que dependem do turismo no verão europeu (final de junho a final de setembro), em particular a Grécia.

    Este tipo de "passe de saúde" incluirá dados pessoais e uma identificação única por meio de um código de barras que será lido digitalmente (QR). O certificado poderá ser armazenado em um telefone celular ou em um documento em papel, escreve a Rádio França Internacional.

    O documento visa "facilitar" a livre circulação, mas não deve ser considerado uma "pré-condição" para autorizar uma viagem. Em relação à vacinação, o certificado levará em consideração as quatro vacinas que já foram autorizadas para aplicação na UE: as da BioNTech/Pfizer, Moderna, AstraZeneca e Johnson & Johnson.

    No entanto, o texto do projeto ressalta que isso "não impedirá os Estados membros de aceitarem a certificação emitida por outras vacinas".

    Lote com dois milhões de vacinas Sputnik V chegam ao aeroporto de Kosice, na Eslováquia, em 1º de março de 2021
    © AP Photo / Frantisek Ivan
    Lote com dois milhões de vacinas Sputnik V chegam ao aeroporto de Kosice, na Eslováquia, em 1º de março de 2021

    Tema:
    Pandemia de COVID-19 no mundo em meados de março de 2021 (83)

    Mais:

    Israel, Grécia, Chipre e França realizam exercícios navais para estreitar laços (VÍDEO)
    Comissão Europeia identifica ameaças à democracia na Polônia e na Hungria
    Comissão Europeia aprova acordo por 225 milhões de doses de vacina contra a COVID-19
    Comissão Europeia diz que é preciso acelerar reforma do sistema de migração da UE (VÍDEO)
    Tags:
    Ursula von der Leyen, Comissão Europeia, verão, Europa, UE, turismo, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar