12:48 17 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    Pandemia de COVID-19 no mundo em meados de março de 2021 (83)
    0 31
    Nos siga no

    A AstraZeneca informou que fez uma revisão de pessoas imunizadas com sua vacina contra a COVID-19, que não mostrou nenhuma evidência de aumento do risco de coágulos sanguíneos.

    A revisão abrangeu mais de 17 milhões de pessoas vacinadas na União Europeia e no Reino Unido, de acordo com os dados divulgados pela empresa neste domingo (14).

    "Uma revisão cuidadosa de todos os dados de segurança disponíveis de mais de 17 milhões de pessoas vacinadas na União Europeia e no Reino Unido com a vacina COVID-19 AstraZeneca não mostrou nenhuma evidência de aumento do risco de embolia pulmonar, trombose venosa profunda ou trombocitopenia, em qualquer idade definida grupo, gênero, lote ou em qualquer país em particular", diz o comunicado da AstraZeneca, segundo publicou a Reuters.

    A República da Irlanda reagiu neste domingo (14) a casos de trombose registrados no país, quando seu Comitê Consultivo Nacional de Imunização (NIAC, na sigla em inglês) determinou a cessação imediata do uso da vacina da AstraZeneca.

    ​No sábado (13), foi divulgado que três agentes de saúde que foram vacinados recentemente com o imunizante da empresa estão sendo tratados em um hospital da Noruega após apresentarem sintomas como sangramento, coágulos e uma baixa contagem de plaquetas.

    Tema:
    Pandemia de COVID-19 no mundo em meados de março de 2021 (83)

    Mais:

    Dinamarca interrompe vacinação com imunizante da AstraZeneca após relato de trombose
    Três pessoas apresentam 'sintomas incomuns' após tomarem vacina da AstraZeneca na Noruega
    Irlanda suspende uso da vacina da AstraZeneca contra a COVID-19
    Tags:
    COVID-19, vacina, ciência, saúde
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar