10:34 25 Setembro 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    0 35
    Nos siga no

    Nesta segunda-feira (8), Dia Internacional da Mulher, a organização feminista polonesa Greve das Mulheres organizou um protesto no centro de Varsóvia contra o endurecimento das regras do aborto no país, informou um correspondente da Sputnik.

    Milhares de manifestantes se reuniram em uma praça em frente à estação ferroviária central da capital polonesa Varsóvia. Os manifestantes bloquearam o tráfego nas principais vias da cidade, a avenida Jerusalém e a avenida João Paulo II.

    As ativistas do grupo feminista estão coletando assinaturas para um novo projeto de lei criado para garantir o direito das mulheres ao aborto na Polônia. O projeto de lei estipula que a gravidez pode ser interrompida durante as primeiras 12 semanas e, em algumas circunstâncias, até mais tarde.

    A polícia acompanha a manifestação sem interferência até o momento, apesar de que aglomerações como essa seguem atualmente proibidas na Polônia devido às restrições relacionadas à pandemia do novo coronavírus.

    Não é a primeira vez que protestos desse tipo ocorrem na Polônia. Em novembro do ano passado, uma manifestação semelhante também foi realizada em Varsóvia, lembrando o 102º aniversário da conquista do sufrágio feminino no país.

    Em Varsóvia, uma mulher segura uma placa junto a manifestantes durante um protesto do Dia Internacional da Mulher organizado pelo grupo Greve das Mulheres, em 8 de março de 2021
    © REUTERS / Kacper Pempel ​
    Em Varsóvia, uma mulher segura uma placa junto a manifestantes durante um protesto do Dia Internacional da Mulher organizado pelo grupo Greve das Mulheres, em 8 de março de 2021

    As manifestações foram desencadeadas pela decisão do Tribunal Constitucional da Polônia, de outubro de 2020, que entendeu que o aborto devido a defeitos fetais é inconstitucional. Em 27 de janeiro deste ano, o tribunal confirmou sua decisão.

    Depois que a decisão entrar em vigor, as mulheres na Polônia poderão interromper legalmente a gravidez apenas em caso de estupro ou de ameaça à saúde.

    Mais:

    EUA executam pela 1ª vez em quase 70 anos uma mulher condenada à morte
    Universidade do Porto suspende professor que disse que 'mulheres brasileiras são uma mercadoria'
    Putin homenageia funcionárias dos serviços de saúde no Dia Internacional da Mulher
    Dia da Mulher: quais os desafios enfrentados por elas em meio à pandemia? (VÍDEO)
    Tags:
    Polônia, Varsóvia, Dia Internacional da Mulher
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar