13:17 21 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    6353
    Nos siga no

    A ruptura das relações entre a Rússia e a União Europeia já é de muito tempo, e quem iniciou a ruptura foi a UE, declarou Sergei Lavrov, ministro das Relações Exteriores da Rússia.

    "Em princípio, qualquer pessoa com um interesse mínimo na situação na Europa sabe há bastante tempo que há muitos anos esta ruptura [das relações entre a Rússia e a União Europeia] está acontecendo: a UE está sucessivamente rompendo as relações", afirmou Lavrov durante coletiva de imprensa em São Petersburgo.

    De acordo com o chanceler, 2014 foi o ponto de virada, quando ocorreu um golpe de Estado na Ucrânia e a "UE demonstrou de forma geral a sua impotência em relação a um acordo que foi alcançado pouco antes do golpe de Estado entre as autoridades e a oposição, assinado pela Alemanha, França e Polônia".

    Diplomata russo observou que a oposição abriu mão das assinaturas e da opinião da UE sobre a necessidade de cumprimento do acordo.

    Na semana passada, Sergei Lavrov afirmou que Moscou está pronta para romper relações com União Europeia se o bloco introduzir sanções que coloquem em risco esferas sensíveis da economia russa.

    Pouco tempo depois, Dmitry Peskov, porta-voz do Kremlin, declarou que o sentido das afirmações de Lavrov foi distorcido, dizendo que a Rússia não será a parte iniciadora deste processo e que, ao contrário, quer desenvolver relações com a UE.

    Mais:

    Rússia expulsa 3 diplomatas da UE por participarem de manifestações de apoio a Navalny
    Chefe da diplomacia da UE diz que Rússia procura dividir o bloco e ameaça Moscou com mais sanções
    UE diz que manterá contatos com equipe de Navalny para 'demonstrar apoio' ao opositor russo
    Tags:
    golpe de Estado, Ucrânia, Sergei Lavrov, relações diplomáticas, Rússia, União Europeia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar