03:50 27 Julho 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    6324
    Nos siga no

    O chefe da diplomacia europeia, o espanhol Josep Borrell, afirmou, ao fim de sua visita a Moscou, que as relações entre UE e Rússia "estão longe de ser satisfatórias", mas reiterou a necessidade de manter abertos os canais diplomáticos.

    A visita a Moscou do Alto Representante da União Europeia para os Negócios Estrangeiros e a Política de Segurança foi realizada entres os dias 4 e 6 de fevereiro e, durante sua estadia na capital russa, Borrell se reuniu com o ministro das Relações Exteriores do país anfitrião, Sergei Lavrov, e também com representantes de organizações públicas russas.

    "Os canais diplomáticos devem permanecer abertos, não só para reduzir a escalada de crises ou incidentes, mas para transmitir mensagens firmes e francas, ainda mais quando as relações estão longe de ser satisfatórias", disse Borrell, citado pelo site do Serviço Europeu para a Ação Externa (SEAE).

    O diplomata espanhol acrescentou que a UE está preocupada com a situação dos direitos humanos na Rússia, ao condenar a sentença emitida contra o blogueiro opositor russo Aleksei Navalny e apelar por sua libertação.

    Na terça-feira (2), a Justiça russa deu cumprimento à pena de três anos e meio de prisão, que estava suspensa, contra Navalny. A sentença inclui os dez meses que o blogueiro passou em prisão domiciliar, ou seja, se seu recurso não prosperar, o opositor poderá pegar dois anos e oito meses de prisão.

    Após o julgamento, manifestações não autorizadas aconteceram no centro de Moscou. Também foram registrados protestos irregulares nos dias 23 e 31 de janeiro na capital e em outras cidades russas.

    Navalny foi preso em 17 de janeiro no aeroporto de Sheremetyevo, em Moscou, pelo Serviço Penitenciário Federal. O blogueiro retornou ao país em um voo vindo da Alemanha, onde estava desde o fim de agosto, após ter sido supostamente envenenado por um agente neurotóxico na cidade russa de Tomsk.

    Mais:

    Mesmo com oposição norte-americana, UE continua ligada a Rússia e China?
    Alto representante da UE devia 'coreografar' regresso mútuo de Irã e dos EUA ao JCPOA, diz Teerã
    Rússia expulsa 3 diplomatas da UE por participarem de manifestações de apoio a Navalny
    Tags:
    Aleksei Navalny, Sergei Lavrov, Josep Borrell, União Europeia, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar