02:48 09 Março 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    Situação mundial da COVID-19 no início de fevereiro de 2021 (80)
    0 13
    Nos siga no

    Em meio à falta de insumos em regiões mais pobres, a oferta do sistema de vacinação dos Emirados Árabes Unidos, em parceria com o Knightsbridge Circle, é o primeiro caso no mundo de um país usando seus imunizantes em pacotes de viagem para turistas estrangeiros.

    Um clube de elite de Londres, no Reino Unido, está oferecendo um pacote turístico para Dubai, nos Emirados Árabes Unidos, com direito à vacinação contra a COVID-19. A oferta do Knightsbridge Circle, que tem anuidade de 25 mil libras (R$ 182,2 mil), é válida para os associados com mais de 65 anos, conforme publicado pelo jornal britânico The Guardian nesta quarta-feira (3).

    A oferta ocorre a partir de uma parceria do clube inglês com o país do Golfo Pérsico para atrair turistas à região. As vacinas são da empresa chinesa Sinopharm e estão sendo aplicadas pelo sistema de vacinação dos Emirados Árabes Unidos.

    Símbolo da Sinopharm, laboratório chinês que produz vacina contra o coronavírus
    © REUTERS / Tingshu Wang
    Símbolo da Sinopharm, laboratório chinês que produz vacina contra o coronavírus

    Este é o primeiro caso de um país utilizando seus imunizantes como estratégia em pacotes de viagem para turistas estrangeiros, enquanto países mais pobres, principalmente na África, ainda carecem de insumos para produção de milhões de doses de vacinas eficazes contra a doença.

    O Knightsbridge Circle se apresenta como um "serviço de viagens e estilo de vida" e oferece dois pacotes pelo serviço, ambos apenas para pessoas com mais de 65 anos.

    No primeiro, o interessado deve concluir o pagamento integral da anuidade de 25 mil libras (R$ 182,2 mil). Já no pacote alternativo, o cliente desembolsa 10 mil libras (R$ 72,87 mil) e tem o direito a uma associação provisória por três semanas, com acesso à vacina. Neste caso, porém, o associado precisa cobrir todos os custos com voos e as três semanas de hospedagem em Dubai.

    Tema:
    Situação mundial da COVID-19 no início de fevereiro de 2021 (80)

    Mais:

    Furar fila da vacinação contra COVID-19 é 'falta de solidariedade' e 'até de caráter', diz Mourão
    Governo federal admite à Sputnik Brasil não ter dados consolidados de vacinação, mas culpa RN e SP
    Vacinação em massa no Brasil: 'Nossa situação atual é de dependência', diz especialista
    Tags:
    vacina, vacinação, Reino Unido, Inglaterra, Emirados Árabes Unidos, novo coronavírus, pandemia, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar