14:45 17 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    Mundo vs. COVID-19 no final de janeiro de 2021 (110)
    0 40
    Nos siga no

    A Alemanha anunciou a suspensão de voos vindos do Brasil, Reino Unido, Irlanda, Portugal e África do Sul por conta das variantes do coronavírus SARS-CoV-2. A regra passa a valer neste sábado (30) e segue até 17 de fevereiro.

    As exceções serão apenas para alemães e estrangeiros que residem formalmente e precisarem retornar para seu país, para passageiros em trânsito e para pessoas envolvidas nos transportes de cargas. As informações foram publicadas pela agência Reuters.

    "Além das regras de teste e quarentena existentes [...] uma limitação temporária deve ser imposta ao transporte de viajantes de países designados como regiões com variantes", diz a norma.

    O governo alemão segue uma medida já adotada por outros países como Itália, Portugal, Turquia, Colômbia e o Reino Unido. A proibição vale para aqueles que chegam de trem, ônibus, avião ou navio ao país.

    A nova variante do coronavírus foi encontrada no Amazonas no início de janeiro em quatro viajantes que chegaram ao Japão.

    A cepa detectada no Amazonas já foi registrada na Alemanha. Um viajante que esteve em Manaus testou positivo para a COVID-19 mediante um exame de PCR. Uma análise de laboratório revelou que se tratava da variante brasileira.

    Tema:
    Mundo vs. COVID-19 no final de janeiro de 2021 (110)

    Mais:

    Alemanha usará tratamento contra a COVID-19 utilizado por Trump, diz ministro
    Alemanha recomenda vacina de Oxford apenas para quem tem até 65 anos
    Alemanha é localização 'altamente valorizada' para tropas dos EUA, afirma chefe do Pentágono
    Johnson & Johnson anuncia eficácia de 66% de sua vacina
    Grupo de Astana se reúne em fevereiro em Sochi, diz enviado da ONU para a Síria
    Tags:
    suspensão, voos, infecções graves, infectados, infecção, pandemia, Brasil, novo coronavírus, Alemanha, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar