04:10 17 Junho 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    Coronavírus no mundo em meados de janeiro de 2021 (81)
    0 70
    Nos siga no

    A Itália deve entrar com uma ação judicial contra a Pfizer devido ao atraso no fornecimento das vacinas contra COVID-19.

    "Nós exigimos transparência e respeito com o nosso país nos acordos europeus realizados", afirmou o ministro do Interior da Itália, Francesco Boccia.

    Boccia também enfatizou que a carência no fornecimento das vacinas deverá ser alertada futuramente.

    A ação ocorre dois dias após 14 regiões italianas interromperem a campanha de vacinação, devido ao atraso na entrega das vacinas da Pfizer. Apenas seis regiões do país continuarão com o programa de vacinação.

    Em algumas regiões, os médicos supostamente afirmaram que apenas 30% das vacinas foram disponibilizadas para garantir que a segunda dose seja aplicada sem qualquer problema.

    Ao anunciar a ação judicial contra a farmacêutica, Boccia teria repetido que havia necessidade de estocar vacinas.

    Logo da Pfizer em Nova York
    © AFP 2021 / Angela Weiss
    Logo da Pfizer em Nova York

    Anteriormente, a Pfizer afirmou que havia reduzido as entregas à Itália em 29% devido à interrupção causada por uma reformulação em sua fábrica. Contudo, a farmacêutica falhou em informar quando as entregas ocorreriam em sua totalidade. A Pfizer informou que retomaria as entregas no dia 25 de janeiro. A mídia local afirmou que o atraso causou um déficit de 165 mil doses no país.

    A Itália é um dos países mais afetados pela COVID-19 na Europa. De acordo com a Universidade Hopkins (EUA), mais de 83 mil pessoas morreram desde o início da pandemia no país. O total de infectados chega a 2,4 milhões de pessoas.

    Tema:
    Coronavírus no mundo em meados de janeiro de 2021 (81)

    Mais:

    Colômbia autoriza uso emergencial da vacina da Pfizer contra COVID-19 (VÍDEO)
    Peru entra em conflito com farmacêutica Pfizer por efeitos colaterais da vacina
    Após imunizante da Pfizer, México autoriza uso emergencial de vacina de Oxford
    Tags:
    novo coronavírus, COVID-19, Itália, Pfizer, vacinação, vacina
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar