21:46 16 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    0 34
    Nos siga no

    EUA planejam impor sanções contra empresas que trabalham ou pretendem trabalhar no desenvolvimento do projeto do gasoduto Nord Stream 2 (Corrente do Norte 2), entre elas, a companhia de seguros suiça, Zurich Insurance Group.

    Na quarta-feira (13), um representante da administração do presidente Donald Trump confirmou que os EUA planejam impor sanções contra empresas que são suspeitas de ajudar na construção do gasoduto Nord Stream 2, segundo informou a agência Reuters.

    O Departamento de Estado informou que as empresas estão sob risco de novas sanções depois do dia 1º de janeiro, após o Senado ter anulado o veto de Trump sobre o orçamento para Defesa que continha medidas punitivas contra o gasoduto, disse o representante.

    Nos próximos dias, a administração Trump planeja anunciar a lista de empresas que segundo os EUA já trabalham ou pretendem trabalhar com o projeto Nord Stream 2, avisando-as de que poderiam ficar sob sanções norte-americanas por sua participação no gasoduto, segundo informaram suas fontes à Reuters.

    Entre as empresas da lista está a companhia de seguros Zurich Insurance Group, da Suíça.

    A empresa respondeu em comunicado que está pronta para cumprir todos os regulamentos, mas se recusou a comentar se estava trabalhando ou planejando trabalhar na construção do Nord Stream 2, e se esse trabalho seria realmente interrompido pela ameaça das sanções dos EUA.

    "Zurich tem um quadro de conformidade abrangente em vigor e está empenhada a cumprir integralmente todas as regulamentações de sanções aplicáveis. Não comentamos relacionamentos com clientes específicos", declarou a companhia.

    É a segunda vez que Washington tenta identificar parceiros potenciais do projeto para os alertar sobre sua participação no mesmo. As empresas que podem estar no relatório incluem as que fornecem seguro, ajudam na instalação do duto submarino ou verificam os equipamentos de construção do projeto.

    O gasoduto Nord Stream 2, formado por uma aliança de empresas entre a Rússia, Alemanha, Áustria, França e Países Baixos, conectará os dois primeiros países pelo fundo do mar Báltico.

    A construção foi suspensa em dezembro de 2019 depois que Washington ameaçou com sanções a empresa suíça Allseas, que realizava as obras.

    No início do mês passado, a Câmara dos Representantes e o Senado dos EUA decidiram impor sanções contra o gasoduto no orçamento da Defesa a partir do ano fiscal de 2021.

    Mais:

    Empresas da UE estariam 'furiosas' com EUA por serem tiradas do mercado chinês para o bem americano
    Mesmo com oposição norte-americana, UE continua ligada a Rússia e China?
    Trump assina ordem fortalecendo proibição de investimentos dos EUA na China
    Deputado alemão chama de 'suicídio' possível rejeição ao gasoduto Nord Stream 2
    Tags:
    sanções, gás, Nord Stream 2, empresa, EUA, gasoduto
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar