20:53 07 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    0 13
    Nos siga no

    As equipes de resgate encontraram neste sábado (2) o corpo de uma segunda vítima após o deslizamento de terra que destruiu diversas casas no município de Gjerdrum, na Noruega, na última quarta-feira (30).

    De acordo com as autoridades locais, citadas pela emissora de TV estatal NRK, oito pessoas seguem desaparecidas. O incidente ocorreu na manhã de quarta-feira (30), quando uma encosta inteira desabou na localidade de Ask, que fica a 25 quilômetros da capital Oslo, ferindo dez pessoas, uma delas gravemente.

    "Uma pessoa foi encontrada, mas, infelizmente, foi confirmada como morta. A vítima foi encontrada a menos de 100 metros dentro da área do deslizamento", disse Roy Alkvist, o responsável pelas operações do distrito policial do leste, à NRK.

    O oficial acrescentou que o corpo foi encontrado com a ajuda de cães farejadores e que ainda não foi possível identificar a vítima. Além disso, Alkvist assinalou que as buscas continuam e que as autoridades ainda têm esperança de encontrar alguém com vida.

    Após três dias de buscas, no entanto, a possibilidade de encontrar sobreviventes são cada vez menores. A chefe de polícia local, Ida Melbo Oystese, disse neste sábado (2) que existe a chance de encontrar alguém vivo em algum bolsão de ar que tenha se formado dentro de casas que foram parcialmente destruídas pelo deslizamento.

    "Ainda é possível encontrar sobreviventes em bolsões de ar. Nós nos concentramos em salvar vidas e continuaremos pelo tempo que for possível", disse Oystese, segundo a NRK. 

    A primeira vítima fatal foi encontrada ontem (1º). A polícia afirmou que ainda está esperando os resultados da perícia para concluir sua identificação.

    As autoridades também divulgaram nesta sexta-feira (1º) os nomes de dez pessoas que seguem desaparecidas, que incluem os dois corpos encontrados e que ainda não foram identificados. Na lista estão oito adultos, com idades compreendidas entre 29 e 69 anos, e duas crianças, uma de 13 e outra de 2 anos de idade.

    Segundo a polícia local, cerca de 1.000 pessoas tiveram que ser evacuadas de Ask, onde vivem aproximadamente 5.000, devido ao risco de novos desmoronamentos. Na última madrugada, houve registro de movimentação de terra no local.

    O Departamento de Recursos Hídricos e Energia da Noruega (NVE, na sigla em norueguês) afirmou que a tragédia aconteceu após "o deslizamento de argila glacio-marinha", um tipo de argila rápida que é comum na Escandinávia, que pode colapsar e se tornar fluida após estresse excessivo.

    Mais:

    Noruega e Reino Unido estariam se preparando para 'Guerra Fria' contra UE?
    Fundo Amazônia: 'Maior desafio é recompor a imagem do Brasil na Noruega', diz analista
    Noruega teme 'bomba' de COVID-19 propagada por prostitutas
    Tags:
    resgate, acidentes, Noruega, deslizamentos de terra
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar