15:28 17 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    Mundo enfrenta coronavírus no final de dezembro (111)
    121
    Nos siga no

    A Organização Mundial da Saúde (OMS) incluiu nesta quinta-feira (31) a vacina contra o novo coronavírus produzida por Pfizer e BioNTech na lista de medicamentos recomendados para uso urgente.

    "Hoje (31 de dezembro) a OMS incluiu a vacina de mRNA contra COVID-19 produzida pela Pfizer/BioNTech na lista de uso urgente, é a primeira desde o início do surto de coronavírus há um ano", diz o comunicado da organização.

    "Este é um passo muito positivo para garantir o acesso universal às vacinas anti-COVID-19”, disse Mariângela Simão, diretora responsável pelo acesso a medicamentos da OMS, citada no comunicado.

    Frascos de vacina contra a COVID-19 da farmacêutica Pfizer durante produção nos EUA (foto de arquivo)
    © REUTERS / PFIZER
    Frascos de vacina contra a COVID-19 da farmacêutica Pfizer durante produção nos EUA (foto de arquivo)

    Este procedimento, que a OMS pode usar em emergências de saúde, permite que países que não possuem necessariamente os meios para determinar rapidamente por conta própria a eficácia e segurança de um medicamento, tenham mais acesso rápido à terapia.

    O procedimento também permite que o UNICEF — órgão da ONU responsável por parte importante da logística de distribuição de vacinas anti-COVID em todo o mundo — e a Organização Pan-Americana da Saúde comprem a vacina para distribuição em países pobres, segundo o comunicado.

    Mariângela acrescentou, no entanto, que "é necessário um esforço ainda maior para poder ter doses de vacina suficientes para atender às necessidades das populações prioritárias em todo o mundo".
    Tema:
    Mundo enfrenta coronavírus no final de dezembro (111)

    Mais:

    Virologista chinesa convida OMS a inspecionar laboratório de Wuhan: 'Não temos nada a esconder'
    Governo argentino: 'Não entendemos as demandas da Pfizer, parece que eles não têm fé na vacina'
    União Europeia adquire novo lote da vacina da Pfizer e agora tem 300 milhões de doses
    'Não posso pegar a Pfizer pelo braço e levar lá', diz secretário da Saúde sobre registro na Anvisa
    Tags:
    vacina, Pfizer, OMS
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar