14:30 13 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    0 03
    Nos siga no

    Na última semana foram alcançados acordos que determinam o status das relações entre a União Europeia e o Reino Unido. Para ministro francês, Reino Unido está se prejudicando com Brexit.

    Clément Beaune, ministro francês para Assuntos Europeus, afirmou na quinta-feira (31), dia em que o período de transição do Brexit finalmente termina, à emissora francesa LCI, que a União Europeia (UE) não procurou "punir" o Reino Unido por escolher deixar o bloco com longas e intensas negociações do Brexit.

    "Com Brexit, o Reino Unido está se punindo. Nós não estávamos tentando puni-lo. O Reino Unido percebeu que não ter acesso ao mercado europeu seria um desastre econômico. É por isso que, no acordo alcançado, há acesso ao mercado europeu, mas respeitando nossas condições e regras", comentou Beaune, citado pela agência Reuters.

    Beaune descreveu este como um dia histórico, "porque, quando um país deixa a UE pela primeira vez após 45 anos de convivência, é triste".

    "Brexit deve ser uma lição que devemos continuar como melhores, mais rápidos e mais fortes como europeus", acrescentou.

    Também na quinta-feira (31), o acordo Brexit recebeu o consentimento real, que permitiu ao governo implementar e ratificar o acordo comercial do Reino Unido com a União Europeia.

    Transição do Brexit

    Na quarta-feira (30), Ursula von der Leyen, presidente da Comissão Europeia, e Charles Michel, presidente do Conselho Europeu, assinaram o acordo de comércio e cooperação pós-Brexit, que acabou sendo alcançado na semana passada após vários meses de negociações. No mesmo dia, Boris Johnson, premiê britânico, assinou o acordo de parceria.

    A disputa sobre os direitos de pesca foi um dos três principais pontos de pauta, em conjunto com a governança e as normas comuns nas negociações entre o Reino Unido e a União Europeia.

    O Reino Unido e a União Europeia chegaram a um acordo sobre os termos de seu futuro relacionamento na última quinta-feira (24), que incluía um acordo abrangente de livre comércio e uma série de outros acordos relativos a questões como migração.

    O Reino Unido deixou a União Europeia em 31 de janeiro de 2020, mais de três anos e meio depois do referendo de junho de 2016, que iniciou o processo do Brexit, embora Londres e Bruxelas tenham passado a maior parte de 2020 lutando pelos termos de um amplo acordo de parceria futura, que acabou sendo alcançado na véspera do Natal.

    Mais:

    Líderes da UE assinam acordo comercial pós-Brexit
    União Europeia dá 'luz verde' ao acordo comercial pós-Brexit com Reino Unido
    'Não há acordo que possa compensar o que Brexit tira de nós', diz principal líder escocesa
    Tags:
    União Europeia, Reino Unido, Brexit
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar