14:25 22 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    Mundo enfrenta coronavírus no final de dezembro (111)
    101
    Nos siga no

    Dos 27 países que formam o bloco, 26 já começaram a vacinar. No Reino Unido, pelo segundo dia seguido, autoridades de saúde constataram um número recorde de casos.

    As populações dos 27 países que formam a União Europeia (UE) terão em breve mais 100 milhões de doses adicionais da vacina produzida pelas farmacêuticas Pfizer e BioNTech.

    Contando o que já tinha adquirido, a UE agora terá 300 milhões de doses do imunizante. A possibilidade dessa compra adicional já estava prevista no contrato de novembro. A alemã Ursula van der Leyen, presidente da Comissão Europeia, deu a notícia em postagem em uma rede social.

    ​Decidimos adquirir 100 milhões de doses adicionais da vacina Pfizer/BioNTech que já é usada para vacinar as pessoas da União Europeia. Assim, teremos 300 milhões de doses desta vacina que foi considerada segura e efetiva. Mais vacinas seguirão!

    Vacinação nos países

    A Irlanda começou sua campanha de vacinação contra a COVID-19 nesta terça-feira (29). Bélgica, Luxemburgo e Letônia se juntaram, na segunda-feira (28), à lista de países da UE que já começaram a imunizar seus cidadãos. Agora, 26 dos 27 países do bloco estão aplicando as vacinas. A Holanda deve começar em janeiro.

    A UE começou a campanha de vacinação contra a COVID-19 no domingo (27). Nem todos os 27 países do bloco iniciaram ao mesmo tempo. A Alemanha, a Hungria e a Eslováquia anteciparam a imunização para o sábado (26).

    Ainda na Europa, mas fora do bloco, o Reino Unido, a Suíça, a Noruega e a Sérvia também já começaram a imunizar a população. A Islândia deve iniciar a aplicação na terça-feira (29).

    Contando os europeus, mais de 40 países em todo o mundo já começaram a imunizar suas populações. Entre eles, Estados Unidos, Canadá, México, Chile, Costa Rica, Omã, Kuwait, Bahrein, Emirados Árabes, Rússia, China, Arábia Saudita e Israel.

    Na América do Sul, a Argentina também começou a imunização nesta terça-feira (29) com a vacina russa Sputnik V.

    Problemas no Reino Unido

    Pelo segundo dia seguido, as autoridades britânicas de saúde constataram um número recorde de casos. Na terça-feira (29), foram registados 53.135 casos do novo coronavírus e 414 mortes.

    Nem todos os dados foram reportados totalmente durante o período de Natal, o que levou a um atraso em alguns dados, mas o Serviço Nacional de Saúde (NHS) informou que tinha havido um "aumento real". O secretário de Saúde disse que o NHS enfrentava "pressões sem precedentes". Os hospitais na Inglaterra e no País de Gales estão agora tratando mais doentes com COVID-19 do que no pico registrado em abril.

    Tema:
    Mundo enfrenta coronavírus no final de dezembro (111)

    Mais:

    Brasil tem mais de 7,5 milhões de casos e 191.641 mortes pela COVID-19
    Espanha vai criar cadastro de quem não quiser ser vacinado contra COVID-19
    Casos de COVID-19 em Wuhan podem ter sido 10 vezes mais, diz estudo da China
    Tags:
    Serviço Nacional de Saúde (NHS), União Europeia, Reino Unido, novo coronavírus, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar