11:46 13 Abril 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    Mundo enfrenta coronavírus no final de dezembro (111)
    0 31
    Nos siga no

    A França registrou o primeiro caso da nova cepa do coronavírus que foi detectada pela primeira vez no Reino Unido, informou nesta sexta-feira (25) a mídia francesa.

    O cidadão francês, que recentemente esteve no Reino Unido, obteve resultado positivo em teste para detectar a nova cepa do coronavírus na cidade de Tours, informou a emissora BFMTV na noite de hoje (25), citando fontes do Ministério da Saúde da França.

    A emissora acrescentou que o homem está assintomático e isolado em sua casa.

    A nova cepa do coronavírus foi detectada pela primeira vez no Reino Unido na semana passada. De acordo com um estudo divulgado na quarta-feira (23) por especialistas da Escola de Higiene e Medicina Tropical de Londres (LSHTM, na sigla em inglês), a variante é entre 50% e 74% mais infecciosa do que outras cepas do SARS-CoV-2.

    Estimamos que a taxa de transmissão dessa variante é entre 50-74% maior que a das outras variantes existentes; Não há nenhuma evidência clara de que ela leve a taxas maiores de hospitalização e mortes. Apesar de os índices de mortes e internações aparentarem ser um pouco maiores no Sudeste [do Reino Unido], isso poderia ser facilmente um ruído nos dados. O ESTUDO NÃO FOI REVISADO POR COLEGAS. 

    A Organização Mundial da Saúde (OMS), por sua vez, informou nesta sexta-feira (25) que a nova variante do coronavírus já havia sido registrada em oito países europeus, de acordo com uma publicação no Twitter de Hans Kluge, diretor regional da organização na Europa. Kluge acrescentou que a variante também aparenta estar se disseminando mais entre os jovens nesses países.

    ​Oito países na região da Europa já identificaram a nova variante da COVID-19 VOC-202012/01. É crucial fortalecer as medidas protetivas existentes: distanciamento/máscaras/permanência em pequenos núcleos de pessoas. A OMS segue monitorando a situação e publicará atualizações.

    A variante também parece estar se espalhando entre grupos mais jovens do que as cepas anteriores. A vigilância é importante, enquanto as pesquisas seguem em andamento para definir o impacto dessa variante.

    Tema:
    Mundo enfrenta coronavírus no final de dezembro (111)

    Mais:

    Especialista comenta estudo da Fiocruz sobre reinfecção por COVID-19 e garante: vacinas são eficazes
    Itália supera marca de 2 milhões de casos da COVID-19 e inicia quarentena natalina
    Cientista aponta 'arma secreta' contra COVID-19 que você pode ter em casa
    Tags:
    novo coronavírus, pandemia, França, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar