07:42 17 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    Mundo enfrenta coronavírus no final de dezembro (111)
    110
    Nos siga no

    A Itália registrou 18.040 novos casos do coronavírus nesta quinta-feira (24), fazendo total de infectados no país ultrapassar a marca de dois milhões. 

    Agora, o número de pessoas que já contraíram a doença é de 2.009.317, segundo boletim oficial divulgado pelo Ministério da Saúde. 

    Assim como nos dias anteriores, a região com o maior número de novos casos foi Vêneto, com 3.837 infecções, seguido por Lombardia (2.656). Campânia, Emília-Romanha, Lazio e Apúlia registraram entre 1.000 e 2.000 casos. 

    Em relação aos óbitos, foram 505 mortes em todo o país. Com isso, o número de vítimas fatais subiu para 70.900. 

    A Itália tem hoje 593.632 casos ativos da COVID-19, com 566.973 pacientes leves, 24.070 hospitalizados e 2.569 em unidades de tratamento intensivo. 

    Quarentena natalina entre em vigor

    O país foi um dos mais atingidos pela primeira onda do coronavírus na Europa, ainda no primeiro semestre do ano. Após algumas regiões relutarem em adotar medidas de isolamento, o lockdown foi decretado em várias cidades do país. 

    Aos poucos, a pandemia foi arrefecendo na Itália e demais países da Europa, que passaram a relaxar as medidas de restrição à circulação. No entanto, a partir de outubro os casos e as mortes voltaram a subir no continente e a Itália, mais uma vez, foi um dos epicentros da doença. 

    A segunda onda obrigou governos a retornarem com o isolamento social e fechamento de fronteiras. Nesta quinta-feira (24), entrou em vigor na Itália a quarentena natalina para conter a disseminação do coronavírus. 

    Tema:
    Mundo enfrenta coronavírus no final de dezembro (111)

    Mais:

    México e Chile dão início à vacinação contra a COVID-19
    Especialista comenta estudo da Fiocruz sobre reinfecção por COVID-19 e garante: vacinas são eficazes
    COVID-19: por que Brasil ainda não iniciou vacinação?
    Tags:
    saúde, Europa, pandemia, COVID-19, novo coronavírus, Itália
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar