10:21 19 Outubro 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    0 11
    Nos siga no

    O primeiro-ministro da Moldávia, Ion Chicu, anunciou sua renúncia nesta quarta-feira (23), abrindo caminho para eleições parlamentares antecipadas.

    O anúncio foi feito na véspera da posse da presidente eleita Maia Sandu, escreve a AFP. Sandu, a primeira mulher presidente da Moldávia, derrotou Igor Dodon em uma votação no mês de novembro.

    De acordo com o comunicado feito à imprensa por Ion Chicu, "há apenas duas formas legais de desencadear a dissolução do parlamento e organizar eleições parlamentares instantâneas. Uma deles é a renúncia do governo".

    O cenário político na Moldávia enfrenta protestos desde o início de dezembro. O país está dividido entre os adeptos de relações mais estreitas com Moscou, e os que defendem uma integração europeia.

    Os manifestantes exigiam a renúncia de Ion Chicu e a dissolução do parlamento, que aprovou uma legislação que limitaria os poderes presidenciais.

    Maia Sandu, a vencedora nas recentes eleições presidenciais da Moldávia
    © Sputnik / Evgeny Odinokov
    Maia Sandu, a vencedora nas recentes eleições presidenciais da Moldávia
    Os partidários de Sandu viram a medida como uma forma de reduzir sua influência diante de um parlamento controlado pelos partidários de Dodon. O projeto foi bloqueado no início de dezembro pelo Tribunal Constitucional do páis.

    Ainda nesta quarta-feira (23), Igor Dodon disse que o primeiro-ministro decidiu renunciar "não por causa do voto de censura apresentado pela oposição, mas para lançar o procedimento para eleições parlamentares antecipadas". Ele acrescentou que a renúncia de Chicu leva à dissolução automática do governo da Moldávia.

    Mais:

    Eleições parlamentares de 2020 na Romênia podem ser adiadas em função do coronavírus
    Líder opositora da Bielorrússia recebe prêmio da União Europeia
    Agência da União Europeia recomenda vacina da Pfizer contra COVID-19
    Tags:
    Moldávia, Partido Democrático Pro-Europeu da Moldávia, Partido dos Socialistas da República da Moldávia, renúncia, primeiro-ministro
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar