09:26 15 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    332
    Nos siga no

    Muitas das pessoas seriam motoristas da Europa continental que tentavam fazer o caminho de volta, depois que a França proibiu viagens do Reino Unido por temor de uma nova estirpe do SARS-CoV-2.

    Muitos caminhoneiros ficaram presos junto do porto britânico de Dover, acabando por entrar em confronto com policiais na quarta-feira (23) e exigindo poder realizar a travessia à França, que no domingo (20) à noite proibiu a entrada de todos os viajantes e transportes de mercadorias do Reino Unido por 48 horas depois que uma mutação do coronavírus foi encontrada neste país.

    Trânsito de caminhões na fronteira do Reino Unido, conforme se aproxima a data do Brexit, em Folkestone, Reino Unido, 20 de dezembro de 2020
    © REUTERS / Peter Nicholls
    Trânsito de caminhões na fronteira do Reino Unido, conforme se aproxima a data do Brexit, em Folkestone, Reino Unido, 20 de dezembro de 2020

    Os vídeos circulando nas redes sociais mostram como motoristas frustrados têm empurrado policiais estacionados no porto, tentando chegar à Europa continental. Nenhum ferimento ou vítima foi relatado imediatamente do local.

    As tensões estão realmente altas em Dover [cidade costeira no sudeste do Reino Unido].

    Relatos sugerem que muitos dos caminhoneiros que ficaram presos durante dias no local não são britânicos. O fechamento da fronteira significa que eles correm o risco de não poder chegar a suas famílias a tempo do feriado de Natal, mesmo após a proibição de viagem introduzida pela França e outros países ser levantada, já que as filas em Dover e outros portos do condado de Kent se tornaram enormes.

    Foi estimado pela Associação de Transporte Rodoviário do Reino Unido que cerca de 10.000 caminhões ficaram presos no porto de Dover, o que significa que pode levar quase uma semana para desobstruir a estrada.

    A polícia de Kent anunciou anteriormente que lançaria a Operation Stack (Operação Pilha) entre dois cruzamentos da rodovia M20 para aliviar possíveis engarrafamentos ao longo das estradas do país, mas, segundo testemunhas, tem sido "evidente" que o plano não estava funcionando, pois foi notado um grave engarrafamento não apenas na rodovia, mas também na cidade de Dover.

    É evidente que não está funcionando. Esta é a rua Snargate em Dover há cerca de 40 minutos. A cidade também está engarrafada e não há um policial à vista.

    Na semana passada, autoridades sanitárias britânicas anunciaram que haviam detectado uma nova estirpe de coronavírus, chamada VUI-202012/01, que tem uma taxa de transmissão potencialmente maior que a do vírus original, devido a uma mutação em sua proteína de espigão.

    Desde então, além da França, muitos outros países na Europa, como a Alemanha, Bélgica, bem como no resto do mundo, também restringiram as viagens a partir do Reino Unido.

    Mais:

    Cientistas equatorianos detectam nova variante do SARS-CoV-2 diferente da mutação do Reino Unido
    Organização Mundial de Saúde diz que nova variante do coronavírus não está 'fora de controle'
    Mais de 20 países restringem voos para Reino Unido devido à nova cepa mais contagiosa da COVID-19
    Tags:
    Natal, Kent, Porto de Dover, Dover, COVID-19, França, Reino Unido, Twitter
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar