14:43 22 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    Mundo enfrenta coronavírus no final de dezembro (111)
    0 10
    Nos siga no

    Ainda não há confirmação sobre a presença dos cardeais na reunião realizada com funcionários do Vaticano nesta segunda-feira (21), que contou com o Papa Francisco.

    Dois cardeais próximos ao Papa Francisco, um polonês e um italiano, contraíram o novo coronavírus.

    O cardeal polonês é Konrad Krajewski, que teve sintomas de pneumonia e atualmente está sob vigilância em um hospital em Roma. A informação foi confirmada nesta terça-feira (22) pelo porta-voz do Vaticano, Matteo Bruni.

    Krajewski, que tem 57 anos, é o encarregado das instituições de caridade do papa e trabalha diretamente com os mais necessitados e as pessoas em situação de rua – por isso, é conhecido como o "Robin Hood" do papa.

    De acordo a AFP, as autoridades de Roma e do Vaticano ainda estão procurando confirmar seus contatos recentes, mas sabe-se que Krajewski se reúne com o papa regularmente.

    O cardeal italiano é Giuseppe Bertello, de 78 anos. Ele atua, na prática, como o chefe do poder executivo da Cidade do Vaticano. A infecção de Bertello foi confirmada por uma fonte da AFP, também nesta terça-feira (22).

    Nesta segunda-feira (21), houve uma reunião em que funcionários do Vaticano trocaram saudações de Natal com o Papa Francisco. No entanto, a Santa Sé ainda não confimou se Krajewski ou Bertello estavam presentes na reunião.

    Papa Francisco beija os pés de um refugiado em cerimônia em Roma, Itália
    © REUTERS / Osservatore Romano
    Papa Francisco beija os pés de um refugiado em cerimônia em Roma, Itália

    O Papa Francisco, que tem 84 anos e é conhecido pelo contato próximo com os fiéis, tem relutado em usar máscara.

    Além da idade avançada, o argentino é considerado grupo de risco também pelo seu histórico de problemas pulmonares. Jorge Mario Bergoglio chegou a ser internado em estado grave quando tinha 21 anos, após desenvolver pleurisia. Ele precisou ter parte de um de seus pulmões removida.

    No recente livro "Vamos Sonhar Juntos", o papa descreveu ao biógrafo inglês Austen Ivereigh que a experiência lhe deu uma ideia de como as vítimas da COVID-19 se sentem.

    "Tenho uma noção de como as pessoas com coronavírus se sentem enquanto lutam para respirar nos ventiladores", disse o pontífice.
    Tema:
    Mundo enfrenta coronavírus no final de dezembro (111)

    Mais:

    Papa Francisco pede apoio a idosos isolados pela pandemia: 'Não os deixem sozinhos'
    'Ricos não devem ter prioridade para vacina contra COVID-19', alerta Papa Francisco
    Papa parabeniza Joe Biden por eleição nos Estados Unidos
    Vaticano pede ao Instagram para investigar 'curtida' do Papa em modelo brasileira
    Papa Francisco nomeia 13 novos cardeais, incluindo o 1º afro-americano
    Tags:
    novo coronavírus, pandemia, COVID-19, Vaticano, Papa Francisco
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar