11:22 21 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    Coronavírus no mundo em meados de dezembro (87)
    0 42
    Nos siga no

    Um toque de recolher noturno a partir das 23h entrará em vigor em Portugal na véspera de Ano Novo, disse o primeiro-ministro do país, António Costa, nesta quinta-feira (17).

    A informação foi dada no momento em que o país introduz medidas para reduzir a propagação do coronavírus durante a noite habitualmente agitada, conforme noticiou a Reuters.

    "Temos que cortar totalmente as celebrações de Ano Novo", disse Costa a repórteres após uma videoconferência com os ministros, acrescentando que as pessoas não teriam permissão para deixar suas casas entre 13h e 5h, de 1º de janeiro a 3 de janeiro.

    Duas semanas atrás, Costa havia dito que as pessoas poderiam voltar para casa antes do toque de recolher às 2h na véspera de Ano Novo. Mas uma reavaliação das medidas anunciada anteriormente levou em consideração a atual situação de pandemia e forçou o governo a dar um passo atrás.

    ​"O número de casos por semana está caindo, mas não tão rápido como antes", disse Costa, explicando que o governo decidiu endurecer as medidas de Réveillon para que as regras sobre o Natal não fossem tão severas.

    Não há limite de quantas pessoas podem se reunir por família no Natal e a proibição de viagens domésticas não será imposta entre 23 e 26 de dezembro.

    "As celebrações do Natal têm de ser realizadas com o máximo de cuidado. Peço às pessoas para evitarem espaços mal ventilados e para usarem máscaras durante as reuniões familiares sempre que possível", disse Costa.

    Após uma primeira onda relativamente moderada da doença em comparação com países como Espanha ou Itália, Portugal teve um número recorde de infecções e mortes durante a segunda onda, embora a contagem diária tenha caído ligeiramente nas últimas semanas.

    Donos de bares e restaurantes em Portugal fazem greve de fome contra a as medidas impostas para combater a pandemia de COVID-19. Foto de 1º de dezembro de 2020
    © REUTERS / Pedro Nunes
    Donos de bares e restaurantes em Portugal fazem greve de fome contra a quarentena

    Portugal, que tem uma população de pouco mais de dez milhões de habitantes, registou 362.616 casos confirmados de COVID-19 e 5.902 óbitos.

    Tema:
    Coronavírus no mundo em meados de dezembro (87)

    Mais:

    Vacinação contra COVID-19 na UE deve começar no dia 27 de dezembro, diz ministro alemão
    Brasileiros têm dificuldades de embarcar para Portugal; secretária de Turismo prevê solução em breve
    Portugal aparece à frente do Brasil em ranking de oportunidades para mulheres de 100 países; entenda
    Portugal afirma que terá vacinas contra COVID-19 suficientes para toda a população
    Tags:
    toque de recolher, isolamento, Ano Novo, Natal, novo coronavírus, COVID-19, saúde, governo, Portugal
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar