19:51 25 Fevereiro 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    290
    Nos siga no

    O porta-voz da presidência turca, Ibrahim Kalin, lamentou a consideração da União Europeia em endurecer as sanções contra a Turquia.

    Tal consideração é o resultado da discussão sobre a crise no Mediterrâneo Oriental, que decorreu durante um evento on-line organizado pelo Fundo Marshall Alemão dos EUA (GMF, na sigla em inglês), na quarta-feira (9).

    "Li hoje o rascunho da Declaração da Cúpula da UE sobre a Turquia e é decepcionante ver a linguagem das sanções que está sendo considerada para a cúpula de amanhã sobre a Turquia. Espero que os líderes europeus [...] evitem essa linguagem de sanções e ameaças contra o país, pois elas nunca vão funcionar", declarou Kalin, citado pela agência de notícias turca Anadolu.

    Nesta quinta-feira (10), em Bruxelas, na Bélgica, os líderes do bloco europeu vão discutir a possibilidade de impor sanções adicionais a indivíduos e empresas turcas envolvidas em operações de perfuração offshore de petróleo e gás nas disputadas águas do Mediterrâneo.

    Embarcação turca de prospecção sísmica Oruc Reis no mar Mediterrâneo
    © AP Photo / Semih Ersozler
    Embarcação turca de prospecção sísmica Oruc Reis no mar Mediterrâneo

    "Acreditamos que nossas agendas geopolíticas e geoestratégicas, mais amplas, não deverão ser comprometidas por uma agenda muito estreita e [suas] exigências maximalistas de países membros individuais. Sim, temos diferenças com alguns países sobre certas questões, mas eles não deveriam dominar, não deveriam definir os próprios parâmetros da nossa relação com a UE", acrescentou Kalin, citado pela mídia turca.

    A crise no Mediterrâneo Oriental tem se tornado um tópico de muita controvérsia, desde que o navio de pesquisa turco, o Oruc Reis, partiu para as águas desta região reivindicadas pela Grécia e pelo Chipre, escoltado por navios de guerra turcos. Esta ação levou a França a pedir sanções da UE contra o setor de hidrocarbonetos turco, mas a iniciativa teve oposição da Alemanha, Itália e Espanha.

    Mais:

    Enviado dos EUA aponta que há possibilidades de punir Rússia por situação na Síria
    Moscou comenta recusa da Turquia em adquirir vacina russa contra COVID-19
    Quando a ameaça não funciona
    Tags:
    tensão geopolítica, Mediterrâneo Oriental, sanções, União Europeia, Turquia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar