10:22 17 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    0 12
    Nos siga no

    Mais de 100 pessoas foram detidas durante uma manifestação realizada neste domingo (6) em Atenas em homenagem ao 12ª aniversário de morte do adolescente Alexis Grigoropoulos, assassinado pela polícia grega em 2008, aos 15 anos de idade.

    No sábado (5), as autoridades anunciaram a proibição de protestos relacionados à data, citando restrições motivadas pelo surto do novo coronavírus na Grécia. A oposição grega, no entanto, condenou a proibição, acusando o governo de usar a COVID-19 para limitar os direitos e liberdades dos cidadãos.

    A maior parte das detenções ocorreu no bairro de Exarchia, no centro da capital grega, onde Grigoropoulos foi morto a tiros, informou a mídia local.

    Um confronto teria ocorrido entre a polícia e um grupo de cerca de 50 manifestantes que carregavam uma faixa e gritavam palavras de ordem em nome do jovem assassinado, com os agentes lançando mão de granadas de choque para dispersar a multidão.

    Grécia: intensos confrontos estouraram entre manifestantes e a polícia em Atenas hoje, décimo segundo aniversário do assassinato de Alexis Grigoropoulos, de 15 anos, por um oficial da unidade de Guardas Especiais.

    Um correspondente da Sputnik em Atenas registrou o momento em que um casal alemão foi detido pela polícia. Eles levavam flores para o local do assassinato de Grigoropoulos, e o policial que efetuou a prisão não especificou o motivo da detenção.

    Mais:

    Polícia bielorrussa prende cerca de 250 manifestantes durante protesto em Minsk
    Quase 100 policiais ficam feridos durante protestos na França, diz governo francês (VÍDEO)
    Manifestante morre atropelado e mais de 20 são detidos em protestos em Israel (VÍDEOS)
    Tags:
    novo coronavírus, COVID-19, manifestantes, detenção, adolescente, assassinato, protesto, polícia, manifestação, Atenas, Grécia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar