12:31 07 Março 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    Pandemia de COVID-19 no mundo no início de dezembro (93)
    0 21
    Nos siga no

    Autoridades britânicas temem que, após o fim do período para obter um acordo com União Europeia sobre o Brexit, o fornecimento de vacinas contra a COVID-19 passe por atrasos, afirma mídia.

    Dezenas de milhares de doses da vacina contra a COVID-19 elaborada pela Pfizer/BioNTech, aprovada pelo Reino Unido e produzida na Bélgica, vão ser enviadas por via aérea para o Reino Unido para evitar atrasos nos portos causados pelo Brexit, segundo os planos de contingência elaborados pelo governo britânico, revelou o jornal The Guardian neste sábado (5).

    Tanto o Departamento de Saúde e Assistência Social (DSHC, na sigla em inglês) como o Ministério da Defesa confirmaram que, a partir do 1º de janeiro, grandes remessas seriam trazidas por via aérea se as rotas rodoviárias, ferroviárias e marítimas sofrerem atrasos.

    Funcionários do ministério e a equipe de planejamento se encontraram recentemente com autoridades do governo britânico para discutir o uso de aeronaves militares no fornecimento, com a prioridade dada à rápida entrega das doses. "Vamos fazer isso se necessário. Os planos foram discutidos", disse uma fonte do DHSC.

    Esta ação demonstra que Londres está pronta para perturbações graves nos portos e aeroportos comerciais, haja ou não um acordo do Brexit até o fim do ano. Os britânicos não se mostram dispostos a aceitar qualquer atraso na entrega das vacinas, avança o jornal.

    Vacina de Pfizer
    © REUTERS / Pfizer
    Vacina de Pfizer

    Informações sobre os preparativos para o uso de aviões militares ocorrem após anúncio de que as negociações entre Bruxelas e Londres sobre o Brexit vão ser retomadas neste domingo (6).

    Em torno de 800 mil doses da vacina contra a COVID-19 já foram entregues através do túnel sob o canal da Mancha. Se prevê que cerca de cinco milhões de doses vão ser entregues até o final do ano, de acordo com o jornal belga Le Soir.

    Tema:
    Pandemia de COVID-19 no mundo no início de dezembro (93)

    Mais:

    Melhores fotos da semana em que insumos para fabricação da vacina CoronaVac chegam a São Paulo
    Marinha do Reino Unido reporta 'presença russa significativa' perto das águas britânicas
    Reino Unido dará prioridade a grupos de risco em vacinação contra a COVID-19
    Tags:
    Pfizer, transporte, logística, vacina, Reino Unido, novo coronavírus, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar