05:36 11 Maio 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    Pandemia de COVID-19 no mundo no início de dezembro (93)
    0 12
    Nos siga no

    A vacinação em massa contra o novo coronavírus deve começar na França no período entre abril e junho de 2021, disse o presidente francês, Emmanuel Macron nesta terça-feira (29).

    Macron divulgou a informação após uma reunião com o primeiro-ministro belga, Alexander De Croo.

    "Haverá a primeira fase, que começará o mais rápido possível, ou seja, assim que as autoridades sanitárias da UE [União Europeia] forem certificadas e as doses das vacinas forem entregues aos nossos países. [A vacinação terá início] provavelmente no final de dezembro, início de janeiro. E haverá a primeira campanha de vacinação", disse Macron em entrevista coletiva.

    O dirigente francês disse ainda que a primeira campanha de vacinação será muito direcionada, dado o número de doses de vacina disponíveis, sendo os cidadãos mais vulneráveis ​​os primeiros a receber as vacinas.

    "A segunda onda de vacinação provavelmente começará em algum momento de abril-junho. E será mais disseminada", acrescentou Macron.
    Enfermeira de máscara e macacão de proteção na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), onde pacientes com coronavírus (COVID-19) são tratados no Hospital Victor Provo, Roubaix, França, 6 de novembro de 2020
    © REUTERS / PASCAL ROSSIGNOL
    Enfermeira de máscara e macacão de proteção na Unidade de Terapia Intensiva (UTI), onde pacientes com coronavírus (COVID-19) são tratados no Hospital Victor Provo, Roubaix, França, 6 de novembro de 2020

    Na segunda-feira (30), a Autoridade Nacional de Saúde da França sugeriu que a estratégia de vacinação do Estado contra a COVID-19 deveria ser implementada primeiro em idosos, pessoas que vivem e trabalham em estabelecimentos residenciais de cuidados para idosos e entre os cidadãos mais vulneráveis.

    Segundo os dados da Universidade Johns Hopkins, a França tem hoje mais de 2,2 milhões de casos de COVID-19 e quase 53 mil mortes causadas pela doença. O país recentemente registrou uma segunda onda de infecções do novo coronavírus e implementou novas medidas restritivas.

    Tema:
    Pandemia de COVID-19 no mundo no início de dezembro (93)

    Mais:

    Macron vai propor reforma do espaço Schengen após fortalecer fronteiras francesas
    Macron: Europa precisa de sua própria soberania em defesa, mesmo com novo governo nos EUA
    Macron acusa Rússia e Turquia de alimentarem sentimento antifrancês na África
    Tags:
    França, COVID-19, Emmanuel Macron
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar