03:06 28 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    COVID-19 no mundo no fim de novembro (51)
    0 41
    Nos siga no

    A Espanha iniciará um programa abrangente de vacinação contra o coronavírus em janeiro, disse neste domingo (22) o primeiro-ministro espanhol, Pedro Sánchez. 

    Segundo o líder, a expectativa é de que em três meses uma parte substancial da população esteja imunizada contra o vírus

    "A campanha começará em janeiro e terá 13.000 pontos de vacinação", disse Sánchez em entrevista coletiva após cúpula do G20, segundo a agência Reuters. 

    "Uma parte muito significativa da população poderá ser vacinada, com todas as garantias, no primeiro trimestre do ano", acrescentou o chefe de governo. 

    Plano completo de vacinação

    Sánchez disse ainda que a Espanha e a Alemanha serão os primeiros países da Europa a ter um plano completo de vacinação colocado em prática. 

    Vários países do continente sofrem com uma segunda onda da COVID-19. Após a Europa ser o epicentro da doença, os casos diminuíram e os governos começaram a relaxar as medidas de isolamento. No entanto, diante do novo cenário, restrições à circulação, a viagens e ao comércio voltaram a ser impostas. 

    'Meses difíceis pela frente'

    De acordo com Sánchez, a vacinação começará com "grupos prioritários" e mais profissionais de saúde serão contratados. 

    "Temos alguns meses difíceis pela frente, mas o roteiro foi traçado", disse o premiê. 

    Segundo levantamento da Universidade Johns Hopkins, a Espanha registra mais de 1,55 milhões de casos do novo coronavírus, com aproximadamente 42.500 mortes. Na Europa, o único país mais atingido pela pandemia é a França, que tem 2,17 milhões de casos e cerca de 48 mil óbitos. 

    A Itália, por sua vez, é o terceiro país do continente com mais casos, cerca de 1,4 milhões, mas o primeiro em número de mortes, com quase 50 mil. 

    Tema:
    COVID-19 no mundo no fim de novembro (51)

    Mais:

    'Lockdowns são evitáveis', diz diretor da OMS sobre 2ª onda de COVID-19 na Europa
    Espanha planeja estender acordo militar com os EUA, segundo jornal
    Médicos na Espanha pedem a renúncia do chefe do combate à COVID-19 no país
    Tags:
    COVID-19, pandemia, novo coronavírus, Pedro Sánchez, Alemanha, França, Itália, Espanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar