02:40 23 Janeiro 2021
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    0 10
    Nos siga no

    A Polícia da Armênia deteve nesta sexta-feira (20) 85 pessoas que participaram de manifestações para exigir a renúncia do primeiro-ministro do país, Nikol Pashinyan, informou o serviço de imprensa da corporação à Sputnik.

    Os protestos aconteceram em Erevan e Gyumri, e foram motivados pela decisão de Pashinyan de assinar um acordo de cessar-fogo com o Azerbaijão.

    "Ao todo, 85 pessoas foram levadas para as delegacias", informou a assessoria de imprensa da Polícia.

    A oposição armênia exige a renúncia de Pashinyan desde que o premiê assinou uma declaração trilateral com os líderes de Rússia e Azerbaijão, na semana passada, sobre o fim das hostilidades armadas em Nagorno-Karabakh.

    Soldados da missão de paz russa embarcam em aeronave Il-76 rumo à região de Nagorno-Karabakh, Voronezh, Rússia, 10 de novembro de 2020
    © Sputnik / Ministério da Defesa da Rússia
    Soldados da missão de paz russa embarcam em aeronave Il-76 rumo à região de Nagorno-Karabakh, Voronezh, Rússia, 10 de novembro de 2020

    Investigadores armênios estão processando os líderes dos protestos pelo crime de "organização e execução de reunião violando a ordem legal", punível com dois meses de prisão.

    ​No dia 10 de novembro, Armênia e Azerbaijão concordaram com um cessar-fogo que encerrou seis semanas de confrontos pelo controle de Nagorno-Karabakh. A declaração assinada entre as partes inclui o envio de uma força de paz da Rússia, fiadora do acordo.

    ​O presidente da Rússia, Vladimir Putin, declarou nesta sexta-feira (20) que aqueles que buscam minar acordo de paz em Nagorno-Karabakh terão "sangue nas mãos".

    "Todos os nossos esforços humanitários e o envolvimento ativo de agências internacionais especializadas ajudarão a chegar a um acordo político no futuro, um acordo político confiável de longo prazo para o problema de Nagorno-Karabakh", disse Putin em uma reunião com a missão de paz russa no enclave de maioria armênia no Azerbaijão.

    Mais:

    Ministros das Relações Exteriores de Rússia e Armênia discutem acordo de Nagorno-Karabakh
    Situação em distritos passados para controle de Azerbaijão após conflito com Armênia
    Ministro da Defesa da Armênia renuncia a cargo, informa mídia
    Tags:
    governo, Nagorno-Karabakh, prisão, protestos, Crise, Armênia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar