18:24 24 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    Mundo enfrenta COVID-19 em meados de outubro (78)
    0 21
    Nos siga no

    Afirmação do primeiro-ministro italiano contradiz o Conselho Superior da Saúde (CSS), órgão ligado ao Ministério da Saúde.

    Primeiro-ministro da Itália, Giuseppe Conte garantiu nesta terça-feira (20), durante o lançamento de um livro, em Roma, que as primeiras doses da vacina contra o coronavírus vão chegar à Itália no início de dezembro.

    "Se as últimas fases de preparação da vacina AstraZeneca forem concluídas nas próximas semanas, as primeiras doses estarão disponíveis no início de dezembro", afirmou Conte.

    Em suas palavras, a Itália vai receber, "no início, dois ou três milhões de doses da vacina, sendo que outras remessas vão chegar imediatamente depois".

    Franco Locatelli, presidente do Conselho Superior de Saúde (CSS), porém, havia dito na segunda-feira (19) que a vacinação contra a COVID-19 na Itália deve começar apenas na primavera, sendo prioritária para "pessoas frágeis, agentes das forças de segurança e trabalhadores sanitários". A informação foi publicada no jornal La Verità.

    Vale lembrar que a primavera europeia começa no dia 21 de março de 2021.

    Até agora, a UE assinou contratos para a compra de vacinas contra COVID-19 com três empresas farmacêuticas: AstraZeneca, Sanofi-GSK e Johnson & Johnson.

    Tema:
    Mundo enfrenta COVID-19 em meados de outubro (78)

    Mais:

    Itália barra entrada de turistas do Brasil e de mais 12 países devido ao coronavírus
    Itália diz que China é parceira estratégica, apesar de pressão dos EUA
    Pompeo adverte Itália sobre supostos riscos ao fazer negócios com a China
    Tags:
    vacina, Giuseppe Conte, primeiro-ministro, Itália, COVID-19
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar