09:08 30 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    4610
    Nos siga no

    Especialistas da Organização para a Proibição de Armas Químicas (OPAQ) confirmaram a presença de substâncias tóxicas no sangue de Aleksei Navalny.

    A OPAQ informou que entregou à Alemanha o relatório sobre o caso do "envenenamento" do opositor russo Aleksei Navalny, o documento confirma que ele foi envenenado com um inibidor de colinesterase.

    "Os resultados das análises [realizadas] pelos laboratórios designados pela OPAQ das amostras biomédicas coletadas pela equipe da OPAQ e entregues à República Federal da Alemanha confirmam que os biomarcadores do inibidor da colinesterase encontrados nas amostras de sangue e urina de Navalny têm características estruturais semelhantes às dos produtos químicos tóxicos pertencentes às listas 1.A.14 e 1.A.15 que foram acrescentados ao anexo sobre produtos químicos da Convenção durante 24ª Sessão dos Estados-membros em novembro de 2019", lê-se em documento.

    Porém, o inibidor da colinesterase detectado não estava incluído no anexo da Convenção sobre Armas Químicas, ressalta a organização.

    A declaração surge depois de o governo alemão ter apresentado à OPAQ os materiais do caso de Aleksei Navalny. Berlim se recusou a disponibilizar os materiais a Moscou, citando a participação da Rússia na organização, apesar das solicitações dos investigadores russos, que iniciaram imediatamente uma investigação após hospitalização de Navalny na cidade de Omsk.

    Por sua vez, o Kremlin ainda não viu o relatório da OPAQ, segundo o qual nas amostras de sangue e urina de Navalny foram encontrados biomarcadores do inibidor de colinesterase. Segundo o porta-voz do Kremlin Dmitry Peskov, é preciso tempo para que essas informações sejam transmitidas por canais diplomáticos.

    "Ainda não temos esse tipo de informações. É preciso algum tempo para que [as informações] sejam transferidas por canais diplomáticos, [mas] nós receberemos informações sobre isso", disse.

    Mais cedo, a delegação do Reino Unido na OPAQ declarou "não haver dúvida" de que o opositor russo Aleksei Navalny foi envenenado com o agente nervoso Novichok.

    Alegado envenenamento de Navalny

    No dia 20 de agosto, Aleksei Navalny foi hospitalizado na cidade russa de Omsk após se sentir mal durante o voo para a capital, Moscou.

    Dois dias depois, Navalny foi levado de avião para o hospital universitário Charité em Berlim, Alemanha, em estado grave. Os médicos locais estabeleceram o diagnóstico preliminar de intoxicação com uma substância do grupo de inibidores da colinesterase.

    Em 2 de setembro, o porta-voz do governo alemão Steffen Seibert relatou que testes toxicológicos realizados por um laboratório das Forças Armadas da Alemanha mostraram que o blogueiro tinha sido envenenado com uma substância do grupo Novichok.

    Mais:

    Kremlin: Navalny está trabalhando com agentes da CIA
    'Padrão duplo': Berlim não acolheu Assange ou Snowden, e albergou Navalny, critica deputado alemão
    Rússia rotula como mentira declarações de não estar pronta para diálogo com Alemanha no caso Navalny
    Tags:
    Novichok, agente nervoso, Alemanha, Rússia, substâncias tóxicas, químicos, tóxicos, Aleksey Navalny
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar