17:29 27 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    Coronavírus no mundo no fim de setembro (49)
    2240
    Nos siga no

    O Fundo Russo de Investimentos Diretos (RFPI, na sigla em russo) afirmou que o primeiro lote da vacina Sputnik V será entregue à Bielorrússia em outubro para realização de ensaios clínicos.

    "O RFPI anunciou a entrega do primeiro lote da vacina russa contra o coronavírus Sputnik V, única no mundo, que demonstrou ser segura e efetiva", declarou.

    Com isso, a Bielorrússia se tornou o primeiro país a iniciar os ensaios clínicos da vacina Sputnik V, após o imunizante ser registrado na Rússia.

    "No dia 1º de outubro, será iniciada a vacinação de voluntários na Bielorrússia, como parte de um estudo duplo-cego randomizado controlado por placebo da vacina Sputnik V no país. O RFPI está financiando os ensaios clínicos na Bielorrússia, que contará com a participação de 100 pessoas", informou.

    Os ensaios clínicos decorrerão em oito clínicas médicas selecionadas como centros de pesquisa. Duas clínicas bielorrussas já receberam os primeiros lotes da vacina Sputnik V.

    Enfermeira manipula vacina russa Sputnik V contra COVID-19 durante testes com voluntários em Moscou, Rússia, 9 de setembro de 2020
    © Sputnik / Vladimir Pesnya
    Enfermeira manipula vacina russa Sputnik V contra COVID-19 durante testes com voluntários em Moscou, Rússia, 9 de setembro de 2020

    "Ensaios clínicos análogos da vacina Sputnik V estão planejados em diversos outros países, incluindo o Brasil, Índia, Arábia Saudita, Egito e Emirados Árabes Unidos", afirmou o RFPI.

    A plataforma de vetores adenovirais humanos, na qual a vacina russa se baseia, é segura para a saúde e tem passado por testes há décadas em mais de 250 ensaios clínicos.

    Registrada no início de agosto passado, a vacina Sputnik V, desenvolvida pelo Centro Nacional de Pesquisa de Epidemiologia e Microbiologia Gamaleya, com financiamento do RFPI, tem despertado a atenção de diversos países.

    Tema:
    Coronavírus no mundo no fim de setembro (49)

    Mais:

    Países africanos apostam na vacina russa Sputnik V para enfrentar pandemia no continente
    Vacina russa Sputnik V desperta interesse em outro país da América Latina
    The Lancet publica resposta de cientistas russos a colegas sobre vacina russa Sputnik V
    Tags:
    Sputnik V, COVID-19, novo coronavírus, vacinação, vacina, Bielorrússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar