23:48 30 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    251
    Nos siga no

    Os produtores alemães temiam a chegada da peste suína africana, considerada quase inevitável, pelo impacto que a doença terá na indústria de suínos do país europeu.

    A Alemanha confirmou o primeiro caso de peste suína africana em seu território, depois que um cadáver de javali encontrado no estado de Brandenburg, no leste do país e próximo da fronteira com a Pôlonia, testou positivo para a doença, afirmou Julia Klockner, ministra da Agricultura do país nesta quinta-feira (10).

    A peste suína africana geralmente é mortal para os porcos, que morrem, em média, dez dias após terem sido infectados, mas não afeta os humanos. A ministra sublinhou que o vírus e o consumo da carne de porco infectada não "são perigosos" para as pessoas.

    Klockner garantiu que as autoridades se prepararam para a eventualidade de um caso ocorrer na Alemanha e vão impor medidas para prevenir uma possível propagação da doença na região onde o javali foi encontrado.

    Entre as medidas estão a limitação do trânsito de pessoas e veículos para fora da região e o abate de javalis. A ministra disse que o comércio de produtos suínos alemães continuará por enquanto. A Alemanha produz cinco milhões de toneladas de carne de porco anualmente e é a principal exportadora do setor na Europa.

    Mais:

    China avalia risco de propagação da nova gripe suína entre humanos
    China suspende importação de carne suína de 2 frigoríficos do Brasil
    Mongólia decreta quarentena por tempo indefinido em distrito após suspeita de peste bubônica
    Caso mortal de peste intestinal é registrado na China
    Tags:
    javali, carne suína, porco, Polônia, Alemanha
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar