23:50 30 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    6122
    Nos siga no

    A polícia da Bielorrússia prendeu dezenas de manifestantes durante um protesto em Minsk nesta terça-feira (8), segundo correspondente da Sputnik.

    A capital bielorrussa viveu mais um dia de manifestações contra o governo, motivadas ainda pelo resultado da última eleição presidencial, realizada no país há quase um mês. Houve brigas entre policiais e manifestantes que tentaram bloquear uma estrada para impedir a passagem de veículos policiais, conforme o correspondente.

    Dia 31 dos protestos. Acontecendo agora mesmo em Minsk: as pessoas saíram às ruas para expressar pacificamente a solidariedade com os reprimidos e em apoio aos membros do Conselho de Coordenação. Alguns deles foram brutalmente detidos.​

    Mais cedo, em conversa com jornalistas, o presidente Aleksandr Lukashenko, vencedor do último pleito e no poder desde 1994, disse entender a revolta de parte dos manifestantes e admitiu que, talvez, esteja há "mais tempo do que o necessário" como chefe de Estado. No entanto, afirmou que não pretende simplesmente renunciar e que, se necessário, apoiaria uma nova eleição, após uma reforma constitucional.

    No último 9 de agosto, a Comissão Eleitoral Central anunciou a reeleição de Lukashenko, com 80,1% dos votos. Mas o resultado foi contestado por opositores, que tomaram as ruas do país rapidamente, exigindo a saída do presidente, que vê participação de atores externos nos tumultos realizados ao longo das últimas semanas.

    Mais:

    Rússia é mais moderada e neutra em relação à Bielorrússia do que os europeus e americanos, diz Putin
    Lukashenko: Bielorrússia vai fazer consulta popular sobre mudanças na Constituição
    Polícia dispersa manifestantes em frente à residência do presidente da Bielorrússia
    Tags:
    eleição, Reuters, Aleksandr Lukashenko, Europa, manifestantes, manifestação, protesto, protestos, Minsk, Bielorrússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar