17:53 18 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    0 21
    Nos siga no

    A Grécia não está disposta a atual tensão política com a Turquia causada pela delimitação de zonas marítimas contestadas no mar Mediterrâneo, disse o ministro das Relações Exteriores turco, Mevlut Cavusoglu, nesta sexta-feira (4).

    Na quinta-feira (3), o secretário-geral da OTAN, Jens Stoltenberg, disse que tanto a Grécia quanto a Turquia concordaram em manter conversas técnicas no âmbito da aliança para reduzir o risco de uma nova escalada na tensão entre os países. De acordo com o que publicou a agência de notícias estatal grega AMNA, fontes diplomáticas em Atenas refutaram as afirmações do secretário-geral.

    "O secretário-geral [da OTAN] propôs algumas iniciativas para que não houvesse incidentes prejudiciais entre os dois Estados membros da OTAN. Tomamos essa [iniciativa] positivamente e concordamos com ela. Pedimos à Grécia que faça o mesmo. Mas ela [Grécia] não é sincera e não está do lado do diálogo", disse Cavusoglu a repórteres.
    O Ministro das Relações Exteriores turco Mevlut Cavusoglu
    © AP Photo / Mandel Ngan
    O Ministro das Relações Exteriores turco Mevlut Cavusoglu

    De acordo com o ministro, a refutação da declaração de Stoltenberg pela Grécia é uma lição para aprender.

    "Se a Grécia pensa que abriremos mão de nossos direitos e interesses, está errada. Sabemos que estamos certos e falamos sobre isso em todas as plataformas. Portanto, o diálogo é inevitável, e a UE sabe que a Grécia está errada. Ela [a Grécia] agora ouve falar sobre isso de outros países europeus", observou Cavusoglu.

    Grécia e Turquia acusam-se mutuamente de assinar acordos ilegais sobre a delimitação de zonas marítimas que não consideram os interesses da outra parte.

    Recentemente as tensões aumentaram após o navio de exploração Oruc Reis, da Turquia, iniciar pesquisas para potencial perfuração de hidrocarbonetos em território que a Grécia afirma ser parte de sua própria zona econômica exclusiva. Em resposta à Turquia, Atenas colocou seus militares em alerta máximo e protestou na União Europeia (UE) e na Organização das Nações Unidas (ONU).

    Mais:

    Turquia anuncia manobras no Mediterrâneo em meio a tensões com Grécia
    Grécia acusa Turquia de obstruir escolta de bombardeiro B-52 dos EUA durante exercícios da OTAN
    Tensão no Mediterrâneo: Turquia apoia iniciativa da OTAN para dialógo com Grécia
    Tags:
    OTAN, UE, ONU, Mevlut Cavusoglu, Turquia, Grécia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar