03:00 28 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    Mundo e COVID-19 no final de agosto (52)
    0 21
    Nos siga no

    A Hungria fechará suas fronteiras para cidadãos estrangeiros a partir de 1º de setembro, a fim de conter o aumento nas infecções pelo novo coronavírus no país.

    O anúncio foi feito pelo gabinete do primeiro-ministro Viktor Orban nesta sexta-feira (28). Segundo o comunicado, citado pela Reuters, os húngaros que estiverem no exterior e desejarem retornar ao país terão que obedecer a um regime de quarentena com duração de duas semanas.

    Para deixar a quarentena, de acordo com explicações do chefe de gabinete de Orban, Gergely Gulyas, será necessário apresentar dois testes de COVID-19 com resultados negativos

    ​"O número de infecções aumentou. E a maioria delas teve origem no exterior", disse o funcionário do governo em coletiva de imprensa, segundo a agência, acrescentando que as restrições são necessárias para permitir o início do período escolar na próxima semana, proteger os cidadãos e a economia do país.

    Tema:
    Mundo e COVID-19 no final de agosto (52)

    Mais:

    Paraguai relaxa quarentena em região de fronteira com Brasil
    Alemanha pretende estender restrições de viagens para países fora da UE
    Portugal: governo retoma restrições depois de novos casos de COVID-19 em Lisboa
    Tags:
    fronteiras, surto, Viktor Orban, pandemia, COVID-19, novo coronavírus, Europa, Hungria
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar