06:18 23 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    6331
    Nos siga no

    O presidente da Bielorrússia, Aleksandr Lukashenko, declarou neste sábado (22) que o país irá reagir a qualquer violação de suas fronteiras sem advertências.

    A declaração do presidente bielorrusso aparece em meio ao anúncio do Ministério da Defesa sobre o aumento da frequência de voos perto das fronteiras do país.

    "Sem aviso! Se eles violarem a fronteira do estado, reagiremos sem aviso", disse Lukashenko durante uma visita a um campo de testes militares na região de Grodno.

    No início do sábado, Lukashenko disse que colocar o exército em alerta de combate e enviar tropas para as fronteiras ocidentais do país foi sua principal decisão em 25 anos.

    O presidente bielorruso também enfatizou repetidamente que estava preocupado com o aumento da atividade das forças da OTAN nas proximidades das fronteiras da Bielorrússia. Lukashenko acusou o Ocidente de se intrometer nos assuntos internos de seu país.

    Protestos antigovernamentais em massa vêm ocorrendo em toda a Bielorrússia desde 10 de agosto, quando os primeiros resultados da eleição presidencial foram anunciados, mostrando Lukashenko como o vencedor com mais de 80% dos votos a seu favor.

    A oposição contestou o resultado da votação e os bielorrussos saíram às ruas do país em protesto, demandado novas eleições e mudança de poder.

    Mais:

    Outono do patriarca: por que a sociedade bielorrussa se insurgiu contra Lukashenko agora?
    Presidente bielorrusso ordena acionar 'as medidas mais duras' para proteger integridade do país
    Polícia da Bielorrússia detém homem por suposta ligação com o financiamento de protestos no país
    Tags:
    OTAN, fronteira, Alexander Lukashenko, Bielorrússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar