14:14 27 Setembro 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    445
    Nos siga no

    Nesta terça-feira (11), no terceiro dia de protestos na Bielorrússia, novas cenas de violência foram registradas, dessa vez na cidade de Brest, a cerca de 350 km da capital Minsk.

    Um grupo de manifestantes entrou em confronto com a tropa de choque da polícia local em Brest, uma das maiores cidades do país, durante mais um dia de protestos da oposição contra os resultados da eleição na Bielorrússia.

    ​Brest. As pessoas já não têm medo.

    Já na capital, há relatos de manifestantes sendo detidos pela polícia na região da estação de metrô de Pushkinskaya, conforme reportou um correspondente da Sputnik. Ainda segundo o correspondente, a polícia está prendendo pessoas que considera "suspeitas" e chegou a perseguir grupos de jovens. Carros passando pela região buzinam em apoio aos manifestantes.

    Em Minsk, polícia detém um manifestante durante protestos após as eleições presidenciais na Bielorrússia, em 9 de agosto de 2020.
    © Sputnik / Viktor Tolochko
    Em Minsk, polícia detém um manifestante durante protestos após as eleições presidenciais na Bielorrússia, em 9 de agosto de 2020.

    Desde a noite do domingo (9), manifestantes contrários à reeleição do presidente da Bielorrússia, Aleksandr Lukashenko, estão nas ruas em protestos com detenções e confrontos. Na segunda-feira (10), um manifestante morreu após um artefato explosivo explodir em suas mãos, segundo relatou o Ministério do Interior.

    O resultado das eleições divulgado pelo comitê eleitoral do país no domingo (9) apontou a vitória de Lukashenko com 80,23% dos votos, enquanto sua principal adversária, a candidata opositora Svetlana Tikhanovskaya, teve 9,9%. A oposição não reconheceu os resultados e demandou uma transição pacífica de poder no país.

    Mais:

    Protestos em Minsk: saiba como foram as manifestações que pararam Bielorrússia (FOTOS, VÍDEOS)
    Opositora Tikhanovskaya demanda transferência de poder pacífica na Bielorrússia após eleição
    Bielorrússia: governo confirma 1º manifestante morto e explosões são ouvidas na região dos protestos
    Tags:
    Aleksandr Lukashenko, Brest, Minsk, Bielorrússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar