01:40 27 Outubro 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    Coronavírus no mundo no início de agosto (51)
    120
    Nos siga no

    A pandemia global da COVID-19 fechou salas de aula em 160 países, uma catástrofe geracional que ameaça desfazer décadas de esforços para diminuir as desigualdades sociais, afirmou o secretário-geral da ONU, António Guterres, em uma mensagem de vídeo nesta terça-feira (4).

    "A pandemia da COVID-19 levou à maior interrupção da educação de todos os tempos. Em meados de julho, as escolas foram fechadas em mais de 160 países, afetando mais de um bilhão de estudantes", declarou Guterres.

    "Pelo menos 40 milhões de crianças em todo o mundo perderam a educação pré-escolar em seus aspectos críticos. E os pais, especialmente as mulheres, foram forçados a assumir pesados ​​encargos de cuidados em casa", acrescentou.

    Como resultado, o mundo enfrenta uma "catástrofe geracional" que pode desperdiçar um potencial humano incalculável e desfazer o progresso em nutrição infantil, casamento infantil, igualdade de gênero e uma série de outros obstáculos ao progresso social, prosseguiu Guterres.

    Crianças usando máscaras para se proteger do coronavírus em uma escola da Indonésia
    © AP Photo / Ahn Young-joon
    Crianças usando máscaras para se proteger do coronavírus em uma escola da Indonésia

    A mensagem coincidiu com o lançamento de um resumo de políticas da ONU que pede a reabertura de escolas quando a COVID-19 estiver sob controle, e aborda uma lacuna global estimada em financiamento educacional estimada em US$ 1,5 trilhão (R$ 7,9 trilhões) antes da pandemia.

    O resumo também recomendou direcionar aqueles com maior risco, incluindo grupos minoritários, aqueles afetados por emergências naturais e provocadas pelo homem e pessoas com deficiência.

    Tema:
    Coronavírus no mundo no início de agosto (51)

    Mais:

    Quais países já estão na 2ª onda da epidemia de COVID-19?
    COVID-19: Brasil se aproxima das 95 mil mortes e ultrapassa os 2,7 milhões casos confirmados
    Bolsonaro veta ajuda financeira a profissionais da saúde que sofreram com a COVID-19
    Tags:
    António Guterres, estudantes, ensino, educação, novo coronavírus, COVID-19, ONU, Brasil, Europa
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar