09:14 12 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    22384
    Nos siga no

    O parlamentar alemão Christian Schmidt, da União Social Cristã (CSU), acredita que a questão da adesão da Rússia à OTAN deve estar novamente na agenda, como era nos anos 90, quando esse cenário era considerado, para construir um novo sistema de segurança global.

    Schmidt foi ministro da Alimentação e Agricultura de 2014-2018 e ministro dos Transportes e Infraestrutura Digital de 2017-2018.

    "Estou ocupando vários cargos políticos há 30 anos. Na minha opinião, e se não me engano, o ex-prefeito de Moscou, Yuri Luzhkov nem sequer descartou a entrada da Rússia na OTAN. Isso foi discutido seriamente. Então o Ato Fundador Rússia-OTAN foi assinado. Tudo isso você precisa discutir novamente", disse Schmidt no VI Fórum da Juventude, que acontece nas Reuniões de Potsdam.

    Segundo o político alemão, de viés centro-direitista, toda a arquitetura de segurança criada desde 1975 na Europa foi arruinada.

    Jens Stoltenberg, secretário-geral da OTAN
    © REUTERS / Arnd Wiegmann
    Jens Stoltenberg, secretário-geral da OTAN
    "Agora precisamos discutir juntos como podemos construir uma nova arquitetura de segurança [...] ainda precisamos de mecanismos para desarmamento, controle de armas e equilíbrio das Forças Armadas. Penso que essa discussão beneficiará a Europa. A Europa deve desempenhar um papel importante nele", concluiu.

    As observações vêm à luz diante dos movimentos dos EUA para retirar e anular toda uma série de controles fundamentais de armas e tratados defensivos que mantêm as superpotências militares afastadas. O START III, o único acordo de controle de armas restante entre Moscou e Washington, deve expirar em fevereiro de 2021.

    Mais:

    Por que manobras da OTAN se aproximam cada vez mais das fronteiras russas?
    Submarinos russos no Atlântico ameaçam EUA e OTAN, escreve The Wall Street Journal
    Caças russos levantam voo para interceptar aviões da OTAN nos mares Negro e de Barents (VÍDEO)
    Tags:
    defesa, segurança, diplomacia, CSU, Alemanha, Europa, Estados Unidos, Rússia
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar