09:19 10 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    31015
    Nos siga no

    A decisão de converter Hagia Sophia, também conhecida como Basílica de Santa Sofia, em mesquita, tornará a Turquia mais forte, disse o presidente turco, Recep Tayyip Erdogan. 

    Além disso, o chefe de Estado afirmou que a medida foi tomada com base na opinião da população turca, não importando o que outros países pensam sobre a questão. 

    "Tomamos a decisão de mudar o status da Hagia Sophia baseado na opinião de nosso povo, e não daqueles que falam coisas sobre nós", declarou Erdogan neste sábado (11) para a emissora NTV.

    Na sexta-feira (10), o Conselho de Estado da Turquia anulou decreto de 1934 que converteu Hagia Sophia em um museu, permitindo que ela seja transformada em uma mesquita. Um decreto presidencial abriu o local para muçulmanos rezarem. 

    Antes de 1934, Hagia Sophia, que fica localizada em Istambul, foi uma catedral cristã ortodoxa e depois uma mesquita

    Durante o pronunciamento, Erdogan afirmou que o país continuaria a "seguir no caminho certo, a fim de construir uma Turquia poderosa e forte". O presidente anunciou seu desejo de converter Hagia Sophia em mesquita em 2019. 

    Hagia Sophia, também conhecida como Basílica de Santa Sofia, em Istambul
    © Sputnik / Burcu Okutan
    Hagia Sophia, também conhecida como Basílica de Santa Sofia, em Istambul

    Críticas da comunidade internacional

    O templo é Patrimônio Mundial da Organização das Nações Unidas para a Educação, a Ciência e a Cultura (Unesco) e uma das principais atrações turísticas de Istambul. 

    A mudança de status da Basílica de Santa Sofia, localizada na parte europeia de Istambul, gerou críticas da comunidade internacional, como, por exemplo, da Unesco, União Europeia e Estados Unidos, assim como de cristãos por todo o mundo. 

    A Igreja Ortodoxa Russa lamentou que a Ancara tenha ignorado apelos para preservar o local como um museu. 

    Segundo o governo turco, o acesso ao local continuará aberto a todos.

    Mais:

    Erdogan acusa Damasco de criar tensões em Idlib e ameaça resposta
    'Todos na administração dos EUA exceto Trump sonham com Turquia sem Erdogan', diz cientista político
    Erdogan garante que Turquia não permitirá anexação de terras palestinas por Israel
    Tags:
    islamismo, cristianismo, museu, Recep Tayyip Erdogan, Istambul, Turquia, UNESCO, mesquita, Igreja Ortodoxa, igreja
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar