03:51 04 Agosto 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    Por
    Mundo enfrentando COVID-19 no início de julho (40)
    0 141
    Nos siga no

    Um surto de COVID-19 entre brasileiros moradores da vila de Santo Estévão, na cidade de Benavente, tem preocupado as autoridades de região. Até agora, 22 pessoas tiveram o diagnóstico confirmado para a doença, de um total de 92 que foram testadas.

    Em resposta à Sputnik Brasil por nota, a assessoria da Administração Regional de Saúde de Lisboa e Vale do Tejo, setor do Ministério da Saúde responsável pela região onde fica Benavente, diz que dos 22 brasileiros infectados com a COVID-19, apenas "cinco apresentam sintomas muito ligeiros".

    Ainda segundo a assessoria, "todos estão em casa a cumprir o isolamento, sendo que três estão na Zona de Concentração de Apoio à População (ZCAP), estrutura montada pela Proteção Civil para pessoas que não têm condições de habitabilidade", lê-se na nota.

    Os testes começaram a ser realizados ao longo do último fim de semana, depois que uma família brasileira de cinco pessoas teve resultado positivo para a doença. De acordo com autoridades municipais, a comunidade pode ter sido exposta durante contato com pessoas que se movimentam entre a vila e a região metropolitana de Lisboa, que tem concentrado o maior número de casos no país atualmente.

    Segundo o boletim desta terça-feira (7), Portugal tem hoje 44.416 casos confirmados da COVID-19 e 1.629 mortes causadas pela doença. A área de Lisboa concentra 72% dos novos casos registrados nas últimas 24 horas.

    A situação fez com que novas medidas restritivas fossem implantadas. O governo português decretou o "dever cívico de recolhimento domiciliário" para moradores de um bairro de Lisboa e de outros em quatro cidades da região metropolitana da capital que concentram o maior número de novos casos da COVID-19 no país nas últimas semanas.

    Os moradores dessas áreas só devem sair de casa para atividades essenciais, como ir ao trabalho ou ao supermercado. Além disso, estão proibidas reuniões de mais de cinco pessoas e a realização de feiras populares. As novas medidas reforçam as que já estavam valendo para toda a capital e região metropolitana: proibição de venda de bebidas alcoólicas em lojas de conveniência, do consumo de bebidas em vias públicas e encerramento de comércio em geral às 20h.

    Tema:
    Mundo enfrentando COVID-19 no início de julho (40)

    Mais:

    Dependente do turismo, Portugal lança selo de higiene contra o coronavírus para empresas do setor
    Crise na TAP: entidade empresarial portuguesa cobra o fim das operações da companhia no Brasil
    Turismo brasileiro devastado pela recessão: retomada completa nem em 2023, diz especialista
    Tags:
    brasileiros, COVID-19, novo coronavírus, pandemia, Portugal
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar