03:02 30 Novembro 2020
Ouvir Rádio
    Europa
    URL curta
    220
    Nos siga no

    O protesto realizado em Londres no sábado (13) contra o racismo e a violência policial teve 23 policiais feridos e 113 pessoas detidas, informou um comunicado da Scotland Yard neste domingo (14).

    Cenas de confronto tomaram as ruas de Londres no sábado (13). O movimento Black Lives Matter (BLM) chegou a cancelar o protesto após saber que associações de fãs de futebol iriam à capital britânica para supostamente proteger estátuas e policiais. Ao lado de radicais de direita, algumas pessoas entraram em confronto com apoiadores do BLM. As imagens da situação circularam o mundo.

    Em Londres, manifestante é detido pela polícia durante protesto contra o racismo e a violência policial. O protesto de 13 de junho de 2020 foi marcado por confrontos entre manifestantes do Black Lives Matter e radicais que se opunham à manifestação.
    © REUTERS / Simon Dawson
    Em Londres, manifestante é detido pela polícia durante protesto contra o racismo e a violência policial. O protesto de 13 de junho de 2020 foi marcado por confrontos entre manifestantes do Black Lives Matter e radicais que se opunham à manifestação.

    Alguns radicais de direita chegaram a entrar em choque com a própria polícia e atiraram garrafas nos policiais durante as manifestações. Os confrontos continuaram mesmo após o término do protesto dos apoiadores do BLM.

    Um manifestante leva homem ferido de grupo adversário para um local seguro durante protesto contra o racismo em Londres, em 13 de junho de 2020.
    © REUTERS / Dylan Martinez
    Um manifestante leva homem ferido de grupo adversário para um local seguro durante protesto contra o racismo em Londres, em 13 de junho de 2020.

    A polícia metropolitana de Londres informou em comunicado que houve diversas infrações durante o protesto.

    "Um total de 113 prisões foram feitas ontem após manifestações no centro de Londres. As prisões foram feitas por uma série de infrações, incluindo violação da paz, desordem violenta, agressão a policiais, posse de uma arma ofensiva, posse de drogas de classe A e uso de drogas", afirma o documento, que acrescenta ainda que pelo menos 23 policiais ficaram feridos de forma leve.
    Um homem ferido de um grupo radical de direita é escoltado pela polícia durante protesto contra o racismo em Londres, em 13 de junho de 2020.
    © AP Photo / Alberto Pezzali
    Um homem ferido de um grupo radical de direita é escoltado pela polícia durante protesto contra o racismo em Londres, em 13 de junho de 2020.

    O comandante da polícia londrina, Bas Javid, afirmou ainda em comunicado que as cenas durante o protesto eram "chocantes".

    "Hooliganismo irracional como esse é totalmente inaceitável e estou satisfeito por terem sido feitas prisões. Agora, trabalharemos em estreita colaboração com os tribunais em busca por justiça", disse Javid

    De acordo com o comunicado, um homem de 28 anos, suspeito de "ultrajar a decência pública", estava entre os detidos. A polícia suspeita que o homem esteja conectado a uma fotografia que mostra uma pessoa urinando perto do memorial dedicado a Keith Palmer, um policial que foi morto durante um ataque terrorista em Londres, em 2017.

    © REUTERS / Simon Dawson
    Em Londres, manifestantes gritam em 13 de junho de 2020 durante protesto contra o racismo e a violência policial, solidários aos protestos que marcaram a indignação com o assassinato de George Floyd, nos EUA.

    O protesto em Londres contra o racismo e a violência policial é parte de uma onda de manifestações que se espalhou após o assassinato de George Floyd, nos Estados Unidos. O homem negro morto sob custódia policial tornou-se símbolo de protestos que primeiro tomaram as cidades dos EUA e depois se espalharam por outros países. Na Europa, diversas cidades como Berlim, Madrid, Paris e Lisboa registraram protestos semelhantes nas últimas semanas.

    Mais:

    Apesar de proibição, dezenas de milhares vão às ruas de Paris contra o racismo (FOTOS)
    Milhares vão às ruas do Reino Unido contra o racismo e a violência policial (FOTO, VÍDEO)
    Sábado de protestos na Europa: Lisboa reúne milhares contra racismo em evento pacífico (FOTOS)
    Em Madrid, protesto de imigrantes africanos reúne milhares contra o racismo
    Manifestações contra racismo foram 'subvertidas pela bandidagem', diz premiê do Reino Unido
    Em Paris, polícia usa gás lacrimogêneo em protesto contra o racismo e violência policial (FOTOS)
    Tags:
    Reino Unido, Londres
    Padrões da comunidadeDiscussão
    Comentar na SputnikComentar no Facebook
    • Comentar